Arquivo do mês: março 2014

Corrida eleitoral. Correr ou não correr?

Ontem durante a corrida Ação pela Vida, tive vários momentos de reflexão durante os 10km. Percebi que corrida exige treino, preparação e que os vitoriosos pertenciam a uma equipe. Ninguém pode acordar um dia dizendo:”hoje vou correr dez quilômetros”. Não será competitivo. Além disso, em alguns momentos da corrida me senti sozinho e cansado, assim também será a “corrida eleitoral”. Muitos me estimulam a correr, mas quantos estão dispostos a fazer parte da minha “equipe”? Quantos estão dispostos a treinar comigo? Quantos estão preparados para a corrida? Correr uma prova de 5km ou ir logo para a de 10km?

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Reflexão

A fluidez na carreira e a reestruturação

Muitos estão me perguntando sobre a reestruturação. Com os últimos acontecimentos, onde posso citar o reajuste do auxílio-moradia e o decreto que beneficia os subtenentes, estou pensando de maneira simples, semelhante ao que ocorreu em 2002 e 2009, já que a solução mais ousada passaria pelo aumento real de efetivo, como foi feito pelo corpo de bombeiros e pela promoção independente de vagas.

Nosso objetivo e dar fluidez a carreira que travou. Nosso sonho e chegar a classe especial da carreira em 15 (quinze anos). O que fazer neste momento?

Atualmente temos 5.564 vagas para soldado. Sugiro redistribuir essas vagas da seguinte maneira: 1.000 (mil) vagas para subtenente, 500 (quinhentas) vagas para o QOPMA, para solucionar o problema dos subtenentes), se for feito até agosto, e 500 (quinhentas vagas) para o QOPM. A fluidez advinda dessas vagas impulsionara as promoções, potencializando com as futuras aposentadorias. Fazendo com que os mais novos se aproxime da classe especial da carreira aos quinze anos.

Sinceramente não acredito mais em fórmulas mirabolantes. A entrada única irá atender somente os que entrarão nos próximos concursos, acabará com o QOPMA, será boa se reformular a polícia como um todo, mas não será o que irá acontecer, no momento querem ganhar tempo, mas e isso que nos falta. Precisamos aprender que terra conquistada não se divide, apenas se amplia território.

Aderivaldo Cardoso – Coordenador do movimento policiamento inteligente

Ps: escrevi no tablet, por isso falta acento.

 

image

Deixe um comentário

Arquivado em reestruturação das polícias

PMDF terá reforço de 1.702 novos policiais até o fim do ano

Parte desse efetivo já participa de treinamento para trabalhar nas ruas
BRASÍLIA (29/3/14) – A Policia Militar do Distrito Federal (PMDF) ganhará até o fim deste ano o reforço de 1.702 novos policiais. Desse total, 830 são do cadastro reserva do concurso de 2012 e já tiveram a convocação autorizada pela Secretaria de Administração Pública. A convocação desse grupo está prevista para agosto.

Além deles, 872 novos policiais aprovados no concurso de 2012 já estão participando do Curso de Formação de Praças (CFP). A turma concluirá o primeiro módulo em maio, antes da Copa do Mundo. Após essa fase, eles estarão aptos a exercer as atividades, com supervisão de PMs mais experientes.

“A Polícia Militar é ostensiva, de prevenção aos crimes. Sendo assim, quanto maior o número de policiais presentes nas ruas, tanto no patrulhamento a pé quanto no motorizado, maior a sensação de segurança da população, e mais inibidos ficam os criminosos”, afirmou o chefe do Departamento de Gestão de Pessoal da PMDF, coronel Adilson Evangelista.

Os novos policiais se somarão ao efetivo de 15 mil homens, e a expectativa é formar novas turmas ainda este ano. De acordo com o comandante da Escola de Formações de Praças (EsFP), tenente-coronel Stefano Enes Lobão, o concurso de 2012 autorizava convocação de 964 aprovados, mas 92 não assumiram o cargo ou foram eliminados por estarem com a idade avançada.

“Por isso, já fizemos um novo edital (de convocação) para receber outros no lugar dos faltosos e, dessa forma, completar todos os 964”, explicou o coronel Evangelista.

CONVOCADOS – Além desse reforço no efetivo, mais 36 pessoas foram chamadas, por concurso público, a ocupar cargos na área de Saúde, dentro da polícia, com a expectativa de mais cinco serem convocados ao longo deste mês. A PM também planeja abrir um novo concurso público para 50 oficiais, ainda este ano.

CURSO – Antigamente, os aprovados no concurso público da PM participavam do Curso de Formação de Soldados, e depois, quando fossem promovidos a cabo e a 3º sargento, precisavam participar de outros cursos.

Com a ampliação da carga horária, o Curso de Formação de Praças já capacita os participantes a assumirem as três graduações. Eles se formam como soldados e, com o tempo exigido, são promovidos a cabo e depois a 3º sargento, sem a necessidade de um novo curso preparatório.

No conteúdo do 1º módulo estão: Noção de Direito Administrativo e Penal; Policiamento Comunitário; Abordagem Policial; Policiamento Ostensivo; Comunicação Policial; Preparamento Físico; Noção de Primeiros-Socorros; Armamento Não Letal; e Iniciação em Armamento Letal.
(L.C/C.L*)
image

Fonte: http://www.df.gov.br/noticias/item/13245-pmdf-terá-reforço-de-1702-novos-policiais-até-o-fim-do-ano.html

Deixe um comentário

Arquivado em Concurso

TRE-DF decreta perda de mandato do Dep. Distrital Israel Batista

TRE-DF decreta perda de mandato do Dep. Distrital Israel Batista (atualizada)

Com voto de desempate do Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, Desembargador Mario Machado, o pleno do TRE-DF decretou a perda do cargo de Deputado Distrital de Israel Matos Batista, por infidelidade partidária. Com a decisão, a Justiça Eleitoral comunicará à Presidência da Câmara Legislativa para que cumpra a decisão, em um prazo de até dez dias, e dê posse ao primeiro suplente do PDT/DF.

O julgamento foi reiniciado na sessão desta quarta-feira (26/3), quando Desembargador Eleitoral Josaphá Francisco dos Santos trouxe seu voto-vista. Até aquele momento, haviam votado a Desembargadora Eleitoral Maria de Fátima Rafael de Aguiar, que decidiu pela perda do mandato, o Desembargador Cléber Lopes, responsável por iniciar a divergência, e os Desembargadores Romão C. de Oliveira e Olindo Menezes, que seguiram Lopes, pela manutenção do mandato.

O Deputado Distrital Israel Matos foi eleito, em 2010, como candidato do PDT. Em junho de 2012, ele deixou aquele partido e se tornou um dos fundadores do PEN no DF. Antes, havia solicitado uma declaração da Justiça Eleitoral de que havia deixado a agremiação partidária com justa causa – declaração que lhe foi concedida. Em um terceiro momento, em outubro de 2013, Matos filiou-se ao PV, onde permanece até o momento. Em razão das mudanças, o PDT ajuizou Ação de perda de cargo eletivo, que teve requeridos, além do parlamentar, o Partido Ecológico Nacional (PEN) e o Partido Verde (PV).

Ao votar, o Desembargador Josaphá trouxe precedentes do STF e do TSE para fundamentar sua decisão e votou pela decretação da perda do mandato. Para o Desembargador, não havia nos autos justificativa para que Israel Batista deixasse o PEN e ingressasse no PV.

O voto da Desembargadora Leila Arlanch foi no mesmo sentido e empatou o julgamento, que precisou ser decidido pelo voto de qualidade do Desembargador Mario Machado. Ao justificar sua decisão, acompanhando a relatora, o Presidente do TRE-DF ressaltou a importância dada aos Partidos Políticos pela Constituição da República. Além disso, com seu voto, formou-se a maioria necessária para que se decidisse pela procedência do pedido de decretação da perda do cargo eletivo em razão da infidelidade partidária.

Fonte: Site do TRE-DF

image

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Senado vai realizar audiência sobre desmilitarização da PM

Requerimento do senador Randolfe Rodrigues foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos do Senado que deve agendar a audiência na semana que vem

Por Redação
Fo aprovado pela Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH) do Senado requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) que pede a realização de uma audiência pública para tratar da PEC 51/2013, de autoria do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que visa reestruturar a Polícia Militar e desmilitarizá-la.

A audiência vai contar com a participação do deputado estadual Marcelo Freixo (Psol-RJ), senador Lindbergh Farias e Luiz Eduardo soares (ex-secretário Nacional de Segurança Pública). A data da audiência pública deve ser definida na próxima reunião da CDH, que acontece na terça-feira (25).

O deputado Marcelo Freixo declarou que a “desmilitarização do Estado passa, necessariamente, pela desmilitarização das polícias. A polícia, que tem a função constitucional de garantir a democracia, não convive com ela internamente na corporação”, criticou Freixo.

A PEC 51/2013 tem como proposta reestruturar a Polícia Militar que, de acordo com a justificativa do senador Lindbergh Farias, segue o mesmo modelo desde a ditadura. A matriz da PEC é a desmilitarização das polícias militares. Para ler o texto na íntegra, clique aqui.

Fonte: http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/03/senado-vai-realizar-audiencia-sobre-desmilitarizacao-da-pm/

image

Deixe um comentário

Arquivado em desmilitarização das polícias