Arquivo do mês: dezembro 2015

Feliz Ano Novo. Que 2016 seja melhor que 2015

O ano de 2015 está chegando ao fim. Restam apenas algumas horas. Que 2016 possa ser melhor do que 2015. Que nos próximos anos promessas NÃO cumpridas possam ser CUMPRIDAS. Que venham as promoções, a reestruturação, a fluidez na carreira, o seguro de viaturas, valorização profissional e tudo mais que sonhamos. A luta por uma Corporação melhor é diária, ela nunca acaba. Feliz ano novo. Que no próximo ano nossas esperanças possam ser renovadas.

Ano novo atualizado

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Policiais do Grupo Tatico do Paranoá (GTOP 40) colocaram o gorro de papai noel e encheram os cubículos das viaturas de solidariedade.

As crianças que não receberam presentes do papai noel na noite de ontem, ganharam hoje uma nova oportunidade. Policiais do Grupo Tatico do Paranoá (GTOP 40) colocaram o gorro de papai noel e encheram os cubículos das viaturas de solidariedade. Mais de 100 crianças do Itapoã ganharam presentes dos policiais noéis. A região é uma das mais carentes do Distrito Federal e lida diariamente com a criminalidade de maior incidência entre os menores, por isso, os policiais resolveram criar a ação social. Estabelecendo uma maior parceria, que tem como base a confiança e o trabalho em conjunto. Os policiais arrecadaram uma quantia entre eles e não distribuíram só brinquedos, mas sim uma nova imagem daqueles que precisam ter uma postura mais séria no dia a dia.
E o dia de Natal vai ter uma cara diferente não só para a comunidade, também para os policiais que terão uma noite bem mais feliz. E ASSIM EU ENCERRO MUITO BEM MEU ANO E MINHA PARTICIPAÇÃO POR AGORA NO GTOP 40 ‪#‎pmdf‬ ‪#‎tmj‬ ‪#‎familia‬ ‪#‎itapoa‬ ‪#‎paranoa‬ ‪#‎acaosocial‬‪#‎feliznatal‬ ‪#‎futuromelhor‬

1425513_10153725507941427_1638600639588101051_n

Por: Alane Moraes – SD PM – GTOP 40

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Feliz Natal – Que neste Natal nossos sonhos possam renascer!

Os medíocres têm uma resposta pronta, para eles o sucesso dos outros precisa ser sempre desqualificado. Não desqualifique o sucesso dos outros, aprenda com eles. Nunca critique que tem que o que você deseja, ou quem chegou aonde você deseja chegar. Bispo Robson Rodovalho

Feliz Natal

“Os líderes são aqueles que abrem caminhos que nunca foram abertos.” Os líderes são pessoas que:

a) Trazem visão – o líder excelente despende a maior parte de seu tempo na visão. Ele se empenha no melhor caminho a seguir, explica e o transmite para seus discípulos.

b) Trabalham a formação – visão é para onde iremos, formação é quem somos. O caráter e o compromisso do discípulo indicam sua formação e dizem quem ele é.

c) Providenciam mobilização pró-dedicação – toda mobilização exige dedicação.

d) Criam organizações – a unção das organizações forma a instituição.

A liderança é o ato de criar novas realidades. E todo líder sabe muito bem que criar novas realidades é extenuante. Nenhuma parte da liderança é fácil, mas quando a pressão aumenta e você sabe o que fazer, a liderança pode ser a experiência mais compensadora da vida. (ENDERSE; THERRIEN; WORTMANN; 2012, p. 22).

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

PM faz respiração boca a boca e salva bebê sufocado por cordão umbilical

Com massagem toráxica e respiração boca a boca, um policial militar conseguiu reanimar um récem-nascido na madrugada desta terça-feira (22), em Samambaia Norte, no Distrito Federal. A criança nasceu com o cordão umbilical enrolado no pescoço. O cabo Cleiton Moura prestou os primeiros socorros, antes de o Samu chegar.

“É muito gratificante, emocionante”, afirma o PM, de 38 anos. “Não esperava que fosse utilizar meu curso de primeiros socorros assim, dessa forma. Foi surpreendente.” O bebê Wallace William passa bem e não apresenta sequelas.

O policial foi chamado por um taxista que parou o carro da polícia que patrulhava a região de madrugada. O homem pedia ajuda para uma mulher que estava em trabalho de parto em casa, com dificuldades.

Ao chegar ao local, o colega de Moura chamou o Samu, enquanto ele entrou na residência. O policial diz que logo percebeu que a mulher estava exausta, e a criança, na posição incorreta para o nascimento.

Com uma luva de pintar cabelo, ele pediu que a mãe trocasse de posição e orientou o parto. Ao redor, os parentes da mãe gritavam por ajuda. Quando a criança nasceu, estava muito roxa, com o cordão umbilical enrolado no pescoço e com respiração fraca.

Na situação, você tá lá, você ajuda. É do ser humano ajudar”
Cabo Moura, que reanimou o bêbe

“Coloquei ela de cabeça pra baixo e dei uns tapinhas. Nada de ela chorar. Depois, verifiquei o pulso e ela não estava respirando. Foi aí que comecei a massagem cardiorrespiratória e o boca-a-boca”, afirmou Moura. “Aos poucos, ela foi gemendo baixinho e corando novamente”, contou o policial, que é pai de três filhos.

O episódio todo durou cerca de cinco minutos, até o Samu chegar e levar a mãe e a criança para o hospital. Desde ontem, Cleiton foi visitar duas vezes a família no hospital.

“Eles me agradeceram muito. É uma felicidade muito grande”, comenta o policial. “As pessoas estão me chamando de herói, mas eu falo ‘gente, na situação, você tá lá, você ajuda’. É do ser humano ajudar.”

cabo_moua

Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Ocorrências

Mudança da lei 12.086/09, estratégia arriscada!

Tenho acompanhado as entrevistas do comandante geral da PM sobre a “não redução de interstício” e as reações nos diversos grupos de policiais que participo. É preocupante cada fala e cada reação. É consenso de que algo definitivo precisa ser feito. É consenso a necessidade de alterações da lei 12.086/09, mas a descrença, em decorrência do cenário, é notória. O comandante culpa  a lei que diz ‘poderá reduzir” por  não reduzir o interstício. Alega que a lei deverá ter algo “impositivo” ao administrador, que a “discricionariedade” o impede de agir.  Eis o que queremos:

11193336_987709207936107_8287490839479267368_n

Politicamente, vejo como arriscada a estratégia do comando em protelar o problema para os próximos anos, ou transferi-lo para a área federal. Afinal, se o que dependia da “caneta” do Governador não foi possível, fico imaginando agora que depende da “caneta” da  Presidente Dilma. Qualquer erro pode custar a eleição do Governo Rollemberg em 2018. Já vimos este filme no governo passado. Integrantes do Governo Agnelo criaram expectativas que não puderam ser supridas e o ódio pelo PT tomou conta da tropa, mesmo ele tendo dado o maior reajuste real que já tivemos nos últimos anos. O que marcou a categoria foram as promessas não cumpridas, os feitos foram esquecidos. Grandes expectativas, grandes frustrações.

images

Deixe um comentário

Arquivado em Política