Arquivo do mês: dezembro 2015

Feliz Ano Novo. Que 2016 seja melhor que 2015

O ano de 2015 está chegando ao fim. Restam apenas algumas horas. Que 2016 possa ser melhor do que 2015. Que nos próximos anos promessas NÃO cumpridas possam ser CUMPRIDAS. Que venham as promoções, a reestruturação, a fluidez na carreira, o seguro de viaturas, valorização profissional e tudo mais que sonhamos. A luta por uma Corporação melhor é diária, ela nunca acaba. Feliz ano novo. Que no próximo ano nossas esperanças possam ser renovadas.

Ano novo atualizado

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Policiais do Grupo Tatico do Paranoá (GTOP 40) colocaram o gorro de papai noel e encheram os cubículos das viaturas de solidariedade.

As crianças que não receberam presentes do papai noel na noite de ontem, ganharam hoje uma nova oportunidade. Policiais do Grupo Tatico do Paranoá (GTOP 40) colocaram o gorro de papai noel e encheram os cubículos das viaturas de solidariedade. Mais de 100 crianças do Itapoã ganharam presentes dos policiais noéis. A região é uma das mais carentes do Distrito Federal e lida diariamente com a criminalidade de maior incidência entre os menores, por isso, os policiais resolveram criar a ação social. Estabelecendo uma maior parceria, que tem como base a confiança e o trabalho em conjunto. Os policiais arrecadaram uma quantia entre eles e não distribuíram só brinquedos, mas sim uma nova imagem daqueles que precisam ter uma postura mais séria no dia a dia.
E o dia de Natal vai ter uma cara diferente não só para a comunidade, também para os policiais que terão uma noite bem mais feliz. E ASSIM EU ENCERRO MUITO BEM MEU ANO E MINHA PARTICIPAÇÃO POR AGORA NO GTOP 40 ‪#‎pmdf‬ ‪#‎tmj‬ ‪#‎familia‬ ‪#‎itapoa‬ ‪#‎paranoa‬ ‪#‎acaosocial‬‪#‎feliznatal‬ ‪#‎futuromelhor‬

1425513_10153725507941427_1638600639588101051_n

Por: Alane Moraes – SD PM – GTOP 40

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Feliz Natal – Que neste Natal nossos sonhos possam renascer!

Os medíocres têm uma resposta pronta, para eles o sucesso dos outros precisa ser sempre desqualificado. Não desqualifique o sucesso dos outros, aprenda com eles. Nunca critique que tem que o que você deseja, ou quem chegou aonde você deseja chegar. Bispo Robson Rodovalho

Feliz Natal

“Os líderes são aqueles que abrem caminhos que nunca foram abertos.” Os líderes são pessoas que:

a) Trazem visão – o líder excelente despende a maior parte de seu tempo na visão. Ele se empenha no melhor caminho a seguir, explica e o transmite para seus discípulos.

b) Trabalham a formação – visão é para onde iremos, formação é quem somos. O caráter e o compromisso do discípulo indicam sua formação e dizem quem ele é.

c) Providenciam mobilização pró-dedicação – toda mobilização exige dedicação.

d) Criam organizações – a unção das organizações forma a instituição.

A liderança é o ato de criar novas realidades. E todo líder sabe muito bem que criar novas realidades é extenuante. Nenhuma parte da liderança é fácil, mas quando a pressão aumenta e você sabe o que fazer, a liderança pode ser a experiência mais compensadora da vida. (ENDERSE; THERRIEN; WORTMANN; 2012, p. 22).

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

PM faz respiração boca a boca e salva bebê sufocado por cordão umbilical

Com massagem toráxica e respiração boca a boca, um policial militar conseguiu reanimar um récem-nascido na madrugada desta terça-feira (22), em Samambaia Norte, no Distrito Federal. A criança nasceu com o cordão umbilical enrolado no pescoço. O cabo Cleiton Moura prestou os primeiros socorros, antes de o Samu chegar.

“É muito gratificante, emocionante”, afirma o PM, de 38 anos. “Não esperava que fosse utilizar meu curso de primeiros socorros assim, dessa forma. Foi surpreendente.” O bebê Wallace William passa bem e não apresenta sequelas.

O policial foi chamado por um taxista que parou o carro da polícia que patrulhava a região de madrugada. O homem pedia ajuda para uma mulher que estava em trabalho de parto em casa, com dificuldades.

Ao chegar ao local, o colega de Moura chamou o Samu, enquanto ele entrou na residência. O policial diz que logo percebeu que a mulher estava exausta, e a criança, na posição incorreta para o nascimento.

Com uma luva de pintar cabelo, ele pediu que a mãe trocasse de posição e orientou o parto. Ao redor, os parentes da mãe gritavam por ajuda. Quando a criança nasceu, estava muito roxa, com o cordão umbilical enrolado no pescoço e com respiração fraca.

Na situação, você tá lá, você ajuda. É do ser humano ajudar”
Cabo Moura, que reanimou o bêbe

“Coloquei ela de cabeça pra baixo e dei uns tapinhas. Nada de ela chorar. Depois, verifiquei o pulso e ela não estava respirando. Foi aí que comecei a massagem cardiorrespiratória e o boca-a-boca”, afirmou Moura. “Aos poucos, ela foi gemendo baixinho e corando novamente”, contou o policial, que é pai de três filhos.

O episódio todo durou cerca de cinco minutos, até o Samu chegar e levar a mãe e a criança para o hospital. Desde ontem, Cleiton foi visitar duas vezes a família no hospital.

“Eles me agradeceram muito. É uma felicidade muito grande”, comenta o policial. “As pessoas estão me chamando de herói, mas eu falo ‘gente, na situação, você tá lá, você ajuda’. É do ser humano ajudar.”

cabo_moua

Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Ocorrências

Mudança da lei 12.086/09, estratégia arriscada!

Tenho acompanhado as entrevistas do comandante geral da PM sobre a “não redução de interstício” e as reações nos diversos grupos de policiais que participo. É preocupante cada fala e cada reação. É consenso de que algo definitivo precisa ser feito. É consenso a necessidade de alterações da lei 12.086/09, mas a descrença, em decorrência do cenário, é notória. O comandante culpa  a lei que diz ‘poderá reduzir” por  não reduzir o interstício. Alega que a lei deverá ter algo “impositivo” ao administrador, que a “discricionariedade” o impede de agir.  Eis o que queremos:

11193336_987709207936107_8287490839479267368_n

Politicamente, vejo como arriscada a estratégia do comando em protelar o problema para os próximos anos, ou transferi-lo para a área federal. Afinal, se o que dependia da “caneta” do Governador não foi possível, fico imaginando agora que depende da “caneta” da  Presidente Dilma. Qualquer erro pode custar a eleição do Governo Rollemberg em 2018. Já vimos este filme no governo passado. Integrantes do Governo Agnelo criaram expectativas que não puderam ser supridas e o ódio pelo PT tomou conta da tropa, mesmo ele tendo dado o maior reajuste real que já tivemos nos últimos anos. O que marcou a categoria foram as promessas não cumpridas, os feitos foram esquecidos. Grandes expectativas, grandes frustrações.

images

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Líder é aquele que tem as respostas, enquanto os outros têm apenas perguntas

Em seu livro “O Ano da Excelência”, o Bispo Rodovalho traz reflexões importantes sobre o tema. Ele diz que “quem busca a excelência quer muito mais do que o necessário”, que “o excelente busca a vitória porque só ela interessa”, e que “mesmo se ele for derrotado, vai voltar e treinar o dobro, o triplo, até conseguir o seu objetivo”. Ele diz que “os excelentes são obstinados”. Um grande presente que recebi do meu primo Ramon Cariolano. Depois falarei um pouco mais sobre o livro, em especial, sobre as “cinco fases da civilização”.

Gosto da definição de liderança de que “liderar é influenciar pessoas para um objetivo comum” e de que “o líder é aquele que mostra o caminho”, mas neste livro o Bispo Rodovalho traz outro conceito de liderança, para ele “Líder é aquele que tem as respostas, enquanto os outros têm apenas perguntas”.

download

O segredo do líder excelente não é apenas o treinamento, mas se inicia no recrutamento. Você já parou para pensar como Jesus recrutou seus discípulos? Ele foi extremamente cauteloso na escolha e na seleção de cada um deles, embora tenha escolhido Judas Escariotes, seu traidor. Este é um grande exemplo de que nem sempre temos total segurança de acerto.

Você sabe que recrutar pessoas inapropriadas é uma das causas da dificuldade de se formar equipes que permanecem e que produzem?

Cuidado! Você pode está perdendo tempo treinando pessoas erradas! Você pode estar desperdiçando toda a sua energia treinando pessoas que não possuem capacidade ou habilidade, investindo em quem não lhe deu o direito de liderá-las ou que não se aliam à sua missão. O contrato pode estar apenas no seu coração e não no coração das demais. E elas podem não estar dispostas a aceitar o caminho proposto por você. Você pode ter recrutado pessoas que acham que o que você prega não merece o seu estresse e o seu sacrifício diário.

Antes de fazer o contrato com os seus discípulos, Jesus perguntava o que eles buscavam (João 1:38). Muitas potenciais lideranças na PM esquecem de fazer tal pergunta e acabam se frustrando e frustrando aqueles que poderiam liderar.  Outro ponto é que acabam investindo em quem não lhe deu o direito de liderá-las ou que não se aliam à sua missão. Aprendo muito com os ensinamentos Cristão. Precisamos entender que um crescimento rápido infla o EGO, mas um crescimento lento forma o caráter. Acredito que mais importante do que a velocidade é a direção. Estamos na direção correta. Boa semana a todos.

Uma excelente reflexão do Bispo Rodovalho no seu livro: Ano da Excelência.

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Operação tartaruga divide PMs: alguns dizem ter aderido; outros negam

Quatro dias depois de parte dos policiais militares votarem em assembleia o início da operação tartaruga, batizada de legalidade, a adesão ao movimento é pequeno. A informação foi confirmada por praças que não consideram ter reduzido os serviços de patrulhamento. A categoria pleiteia a diminuição do tempo (interstício) de permanência dos militares em cada posto até que sejam promovidos de patentes.
Nos bastidores existem dois grupos. Um deles convocou a assembleia na noite da ultima quinta-feira (17/12) onde a maioria dos que estavam reunidos decidiram votar pelo início da operação. Outro grupo, porém, quer radicalizar o movimento apenas a partir de abril de 2016 em razão da pouca visibilidade que o movimento teria no fim do ano.
Um dos líderes do movimento, sargento Lusimar Arruda, confirmou que policiais estão em operação. “Um grupo está trabalhando para não ter operação, mas quem está na rua confirma o movimento. A categoria sofreu um baque muito grande. Ela está desprestigiada e desrespeitada pelo governador. Realmente há policiais que estão em operação legalidade total, outros não”, confirmou.
Segundo o presidente da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares do DF (Aspra), sargento Manoel Sansão, a entidade não está participando de nenhum movimento. “Alguns policiais estiveram em reuniões e não sei se a operação está, de fato, funcionando. Até agora ninguém comentou a respeito. A Aspra não está participando de nada”, alegou.
 Na operação tartaruga, policiais reduzem o policiamento ostensivo, direcionando efetivo menor às operações de rua e diminuindo a velocidade das viaturas. 
Na quarta-feira (16/12) policiais se reuniram com o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), para tratar do assunto. No entanto, o chefe do Executivo local reforçou a impossibilidade de reduzir o tempo do interstício em razão dos limites prudenciais da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Acompanharam o encontro o comandante da corporação, coronel Florisvaldo César; o chefe da Casa Militar, coronel Cláudio Ribas, e o comandante do Corpo de Bombeiros do DF, coronel Hamilton Santos Esteves Júnior.
Na tarde do dia seguinte, quinta-feira (17/12), lideranças da corporação se encontraram com a procuradora geral do DF, Paola Aires Corrêa Lima. Ela também apresentou números aos militares que comprovam a dificuldade do GDF em realizar a redução.
Em nota, a Polícia Militar não confirmou se os policiais estão ou não em operação. A corporação disse reconhecer que a promoção é um estímulo para o policial e informou que o comandante-geral da PM determinou, em caráter urgência, a elaboração de uma proposta para corrigir a Lei 12.086/2009 referente a definição legal de prazos para as promoções. “Para isso, solicita o apoio e a contribuição de todos os policiais, por meio das entidades representativas, de modo a buscarmos juntos o melhor caminho para nossa instituição.”
oficiais e praças

Deixe um comentário

Arquivado em Política

O Pacto pela Vida no DF ainda tem salvação?

Em entrevista ao Jornal Correio Braziliense de ontem, o Governador Rodrigo Rollemberg, falou sobre diversos temas, entre eles sobre a saída do ex-secretário de segurança pública do DF, Arthur Trindade. O secretário ao sair falou sobre a “falta de autonomia” da pasta e as dificuldades enfrentadas no meio das “forças policiais”. O ex-secretário afirma: “secretário de segurança é sim uma rainha da Inglaterra”. Já o governador afirmou ontem que:

“O papel do secretário de Segurança é o que foi combinado com o Arthur desde o início. O secretário de Segurança não pode ter a pretensão de mandar na PM, de mandar na Polícia Civil ou de mandar no Corpo de Bombeiros. Ele deve ser um formulador das políticas de segurança pública e um coordenador da integração dessas áreas. Tenho muito respeito pelo Arthur e pela construção da nossa política de segurança pública, o Viva Brasília, nosso pacto pela vida, mas, num determinado momento, ele colocou como condição para permanência a demissão do comandante da PM e não aceitei essa condição.”

Pela fala do governador nada irá mudar.A integração continuará no mesmo patamar que sempre esteve, ou seja, somente no campo do “teatro”. Talvez a única coisa que  irá funcionar é a “formulação de políticas (públicas) de segurança pública”, que ao final dependerá da “boa vontade” das forças para serem implementadas, conforme vinha sendo feito durante todo o ano de 2015.  Sendo assim, uma dúvida surge neste momento: O Pacto pela Vida no DF ainda tem salvação? Só o tempo dirá…

pacto pela vida

Deixe um comentário

Arquivado em reestruturação das polícias

PRESTAÇÃO DE CONTAS DO MANDATO DO SENADOR REGUFFE

PRESTAÇÃO DE CONTAS AOS MEUS ELEITORES

Penso que deveria ser uma obrigação de todos os parlamentares prestar contas aos seus eleitores dos seus mandatos. Aqui um breve resumo da minha atuação nesse primeiro ano aqui no Senado.

1) Cortes no gabinete
Através de ofícios formais protocolados na direção geral do Senado no primeiro dia do mandato, fiz uma série de cortes no meu gabinete. Todos em caráter irrevogável, nem que eu queira posso voltar atrás. Abri mão dos salários extras que os senadores ainda recebem, reduzi a minha verba de gabinete e o número de assessores de 55 para apenas 12, abri mão de 100% da verba indenizatória, do carro oficial, do plano de saúde que os senadores têm direito (e que é inclusive vitalício), da aposentadoria especial de parlamentar (fiz a opção formal por continuar contribuindo para o INSS), entre várias outras coisas. Com esses cortes, só a economia direta aos cofres públicos do meu gabinete foi de R$ 16,7 milhões (economia nos oito anos, como os cortes foram em caráter irrevogável, já está feita). Fora a economia indireta, como encargos sociais dos servidores não contratados, gasolina do carro oficial, despesas com saúde do plano que abri mão, etc. Caso todos os senadores repetissem a mesma economia, a economia aos cofres públicos seria de mais de R$ 1,3 bilhão de reais.

2) Projetos
Apresentei 9 PECs e 24 projetos.
Entre eles:
PEC 2/15 – proíbe a tributação sobre remédios de uso humano
PEC 3/15 – proíbe que parlamentares possam se reeleger mais do que uma única vez
PEC 4/15 – fim da reeleição para cargos executivos
PEC 5/15 – decreta a perda de mandato para pessoas que se elegerem parlamentares e forem ocupar cargos no executivo, como ministérios ou secretarias
PEC 6/15 – permite que as pessoas possam ser candidatas sem filiação partidária
PEC 8/15 – institui a revogabilidade de mandatos, perdendo o mandato os eleitos que contrariarem frontalmente o que colocaram como compromissos de campanha (os candidatos a todos os cargos eletivos passam a ter que registrar suas propostas e compromissos na justiça eleitoral)
PEC 9/15 – institui o voto distrital
PEC 10/15 – institui o voto facultativo no Brasil, com o fim do voto obrigatório
PEC 52/15 – institui concurso público para escolha de ministros do STF, STJ e TCU, com mandato de cinco anos
PLS 38/15 – cria a disciplina Cidadania nas escolas (incluindo noções de direito constitucional, de direito do consumidor e educação fiscal e financeira)
PLS 101/15 – obriga as empresas aéreas a indenizar os passageiros por atrasos sem que esses precisem entrar na justiça
PLS 133/15 – dá tratamento jurídico de plano individual (com todas as suas garantias) aos planos de saúde coletivos de menos de 100 vidas
PLS 247/15 – obriga os governos a publicarem na internet os seus gastos pormenorizados e por valor unitário (pela transparência e para facilitar a fiscalização dos cidadãos)
PLS 251/15 – reduz o número de deputados federais de 513 para 300
PLS 261/15 – proíbe o BNDES de financiar projetos no exterior
PLS 355/15 – corrige anualmente os limites de isenção da tabela do IRPF pelo IPCA mais 1%, até que se corrija a defasagem da tabela
PLS 370/15 – obriga que todos os cargos comissionados das agências reguladoras tenham que ser ocupados por servidores de carreira das próprias agências
PLS 378/15 – proíbe a cobrança de tarifa de assinatura básica por empresas, públicas ou privadas, prestadoras de serviços públicos
PLS 393/15 – obriga que os governos tenham que publicar a fila das cirurgias eletivas na internet
PLS 715/15 – permite que se utilize o FGTS para a educação e qualificação profissional do trabalhador ou familiar
PRS 6/15 – reduz os gastos dos gabinetes dos senadores para menos da metade que é hoje (nos moldes do que foi o meu corte)
PRS 47/15 – acaba com a verba indenizatória dos senadores

3) Requerimentos
Apresentei 6 requerimentos de informação, incluindo o que revelou ao país o número exato de cargos comissionados na estrutura do governo federal e também seu custo (vejam aqui na minha página o post sobre isso). Protocolei também um requerimento solicitando ao TCU a realização de uma auditoria nos recursos do Fundo Constitucional do DF nos últimos quatro anos, para se saber quanto, onde e como foram gastos esses recursos.

4) Recursos para o DF
Nas emendas ao Orçamento, destinei os recursos para onde a população mais precisa, para as áreas precípuas, na minha opinião, da atuação do Estado: saúde, educação e segurança. Hoje, com a aprovação do caráter impositivo das emendas e o governo sendo obrigado a executá-las, todos os parlamentares deveriam colocar de forma transparente para onde destinaram os recursos públicos de suas emendas parlamentares impositivas. Cada parlamentar teve direito no Orçamento de 2016 a destinar R$ 15.342.436,00.
As minhas emendas:
– Custeio da Saúde Pública do DF e compra de medicamentos para os hospitais públicos do DF (R$ 4 milhões);
– Compra de equipamentos para a Rede Pública de Saúde do DF (R$ 2.342.436);
– Suplementação de recursos para a construção do Hospital do Câncer do DF (R$ 3 milhões);
– Construção de escolas de tempo integral no DF (R$ 3 milhões);
– Aquisição de viaturas para a polícia do DF (R$ 1,5 milhões);
– Aquisição de viaturas de resgate e salvamento para o Corpo de Bombeiros do DF (R$ 1,5 milhões).

5) Hospital do Câncer do DF
Aprovei a minha emenda que colocou a construção do Hospital do Câncer do DF na LDO. E por proposta minha a bancada do DF no Congresso Nacional escolheu como sua única emenda coletiva impositiva a construção do Hospital do Câncer do DF.

6) CPIs
Mesmo contrariando a orientação do meu partido, assinei os pedidos de instalação das CPIs da Petrobras, do BNDES e dos Fundos de Pensão. Assinei também os pedidos do Carf/Zelotes, do HSBC e do Futebol.

7) Como relator
Fui designado relator de 15 projetos, incluindo o da legalização do Uber, quando apresentei o parecer pela legalização, pelo princípio da liberdade de escolha do consumidor. Apesar da reação, o aumento da concorrência faz pressão para baixo no preço do serviço e para cima na qualidade do serviço oferecido. Meu lado é e sempre foi o lado do contribuinte e o do consumidor.

8) Presença
Novamente estou entre os cinco parlamentares mais assíduos. Foram 127 sessões deliberativas no ano de 2015. Compareci a 126. Faltando apenas uma que foi justificada, pois foi o dia que eu estava internado no hospital.

9) Discursos
Foram 65 discursos no plenário. Entre eles, a apresentação das minhas propostas de reforma política, a minha defesa da redução da carga tributária brasileira e sua comparação com os países dos Brics, a minha denúncia sobre o revoltante excesso de cargos comissionados com seu custo e o seu detalhamento (resposta do meu requerimento de informações), a cobrança ao governador do DF do cumprimento do programa de governo apresentado na campanha que foi esquecido, a análise dos escândalos de corrupção do governo federal e a defesa de punição para todos os envolvidos, o anúncio do meu voto contrário à recriação da CPMF independentemente da posição do meu partido, dentre vários outros. Os discursos podem ser assistidos no “ReguffeTV” no Youtube (youtube.com).

10) Votos
– Contra o PLN 5/15 (revisão da meta fiscal do governo de superávit de R$ 55,3 bi para déficit de R$ 119,9 bi)
– Contra o PLC 186/15 (repatriação de recursos não declarados do exterior com sua legalização e independentemente de sua origem)
– A favor da MP 675/15 (aumento da CSLL dos bancos)
– A favor do PLC 75/15 (proibição de doação de empresas para campanhas políticas)
– Contra o relaxamento da prisão do senador Delcídio (fui também autor de questão de ordem – indeferida, mas vitoriosa no recurso ao plenário – que pedia o voto aberto na votação)
– Contra o crédito suplementar que concedia mais R$ 30 bi do Tesouro Nacional para o BNDES
– A favor da destinação dos royalties e bônus de partilha do pré-sal exclusivamente para a educação e saúde
– Contra o PLS 199/15 (facilita a criação de municípios com mais estruturas administrativas e mais cargos comissionados)
– Contra o PLS 277/14 (que institui um aumento mínimo nacional adicional do IPTU a cada quatro anos pela inflação, fora ainda os que forem aprovados anualmente pelas Câmaras locais)
– Contra o aumento do Fundo Partidário

Tenho muito orgulho de ter honrado aqui absolutamente tudo o que escrevi no meu panfleto de campanha. Estou fazendo a minha parte, cumprindo a minha obrigação e honrando o meu compromisso com vocês.

Um abraço muito forte, com carinho,
Reguffe

20150812003406

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Mais um posto da PM incendiado em menos de 24h

Hoje pela manhã expressamos nossa indignação ao saber que mais um posto policial da PM havia sido queimado na madrugada de hoje na Estrutural, fato inadmissível. Mais tarde fomos informados do terceiro caso de posto policial incendiado no DF em menos de um mês, desta vez na cidade do Guará: Pcs 15 localizado na QI 27/29.

14987_10208251874631583_2613673818044856551_nA cena é forte. O medo tem tomado conta dos moradores do DF. A sensação de abandono aumenta a sensação de insegurança e parece aflorar os casos de violência.  Dois postos foram queimados esta madrugada, o outro foi na Estrutural. Três em menos de um mês: Riacho Fundo, Estrutural e Guara.

Fumaça do posto queimando vista de longe.

Fumaça do posto queimando vista de longe.

Cada posto policial custou em média 150 mil reais. O dinheiro do contribuinte está literalmente sendo queimado. Gestores que elaboram esse tipo de projeto e geram prejuízo para os cofres públicos deveriam ser responsabilizados. O dinheiro jogado no lixo deveria ser reposto aos cofres públicos. Esperamos uma resposta à altura das autoridades.

12373372_969143269845745_6054082921523640315_n

 

Deixe um comentário

Arquivado em Ocorrências, polícia comunitária