Arquivo do mês: setembro 2012

Cultura Organizacional e Liderança – Desmilitarização Cultural

Para quem não compreende o que digo sobre “Policiamento Inteligente” e porque falo tanto sobre LIDERANÇA sugiro a leitura do livro: CULTURA ORGANIZACIONAL E LIDERANÇA, do autor EDGAR SCHEIN. Acredito que as Corporações policiais irão ser mais EFICIENTES, EFICAZES E EFETIVAS com a “mudança” cultural de seus integrantes. Profissionais qualificados produzem muito mais.

Shein, foi pioneiro nos estudos organizacionais, ele trabalha os conceitos de cultura – o que é, como é criada, como se desenvolve e como pode ser mudada. Além de trabalhar como as lideranças formais e informais colaboram nesse processo.
A polícia precisa mudar, a polícia está mudando, a polícia vai mudar…
Eu creio! “Empresas atuais, adapte-se ou morra…”
Sugiro também a leitura do Plano de Governo do ex-governador Garotinho, que em seu “Governo em Ação”, no ano de 1998, criou o modelo, que inspira o atual aplicado no DF, por meio do  Projeto Ação pela Vida.
Para aqueles que não compreendem o que quero dizer sobre “policiamento inteligente”, “desmilitarização cultural”, “mudança cultural” dentro da PM, “busca da eficiência, eficácia e efetividade das ações policiais” e outros pontos que abordo diariamente, sugiro a leitura dos seguintes artigos:
http://www.unioeste.br/campi/cascavel/ccsa/IIISeminario/artigos/Artigo%2010.pdf

2 Comentários

Arquivado em Tira dúvidas

“Tartarugar” em excesso pode custar a própria vida…

Ontem ocorreu a seguinte ocorrência:

Assaltante consegue fugir após roubar R$ 40 mil de lotérica no SIA

Publicação: 28/09/2012 18:44 Atualização: 28/09/2012 20:29

O crime ocorreu em uma loja de ferragens no Setor de Indústria e Absatecimento (SIA), no trecho 2, próximo a uma delegacia de polícia. Dois homens que vestiam terno e gravata entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto. Enquanto um esperava do lado de fora, o outro suspeito, armado com um revólver calibre 38, anunciou o assalto.Os funcionários foram  ameaçados e obrigados a entregar todo o dinheiro que estava no cofre. As câmeras de seguranças instaladas no interior da loja registraram toda a ação dos bandidos. No momento da fuga, os assaltantes tentaram fugir em uma moto roubada, mas a motocicleta não ligou. A Polícia Militar foi acionada e prendeu um dos suspeitos, Paulo César Júnior, de 22 anos, em flagrante. O comparsa, de identidade desconhecida, fugiu carregando um envelope com pelo menos R$ 40 mil.

O dono da motocicleta roubada foi localizado e reconheceu Júnior como autor do assalto. De acordo com o delegado-chefe da 8ª Delegacia de Policia, Flávio Messina, o jovem tem passagem por porte de drogas e vai responder por dois roubos: um da motocicleta e outro da loteria, além de porte ilegal de arma de fogo. A pena para os três crimes é de aproximadamente 14 anos de prisão.

Todos os dias ouço dos colegas policiais e cidadãos várias denúncias e reclamações sobre o trabalho policial, evito trazê-las para esse espaço, mas hoje não posso me calar. Não posso porque envolveu a vida dos companheiros.

A versão acima é a oficial. Agora vou alertar aos colegas sobre a versão de bastidores.

Cada ação provoca uma reação. Cada erro que cometemos implica em um resultado. Quando falamos aqui no blog sobre preconceito vale justamente para ilustrar tudo isso. Ao ver um jovem negro com o “kit peba” logo os companheiros ficam em alerta. E quando o “peba” passa a utilizar “paletó e gravata”? Como agir?

Ontem um jovem de paletó e gravata, mesmo sendo preso e reconhecido pelas vítimas e pelas filmagens, deixou de ser abordado. Resultado? Ao ser revistado, por policiais civis, na delegacia (cela) uma surpresa: Um 38 (trinta e oito) com 06 (seis) munições intactas. Precisamos ficar atentos. “Tartarugar” pode custar caro, ou seja, custar a própria vida! Lembrando que o “elemento” foi conduzido na viatura para ser reconhecido pelas vítimas e que só foi “preso” após ser reconhecido por elas e pelas câmeras. Todos correram risco, pois a arma o tempo todo estava com o jovem…

8 Comentários

Arquivado em Reflexão

Palavras geram pensamentos, sentimentos, ações e resultados. Quais são os seus resultados? Positivos ou negativos?

Se  queremos mudar a polícia, primeiro precisamos mudar. Podemos começar com as nossas palavras e o nosso pensamento. Junte-se a nós nessa luta!

Palavras de revolta, só geram pensamentos de revolta, que por sua vez geram apenas sentimentos e ações de revolta. Precisamos canalizar nossos pensamentos e sentimentos para ações produtivas em  nosso meio. Precisamos mudar nossas atitudes para mudar a nossa vida e consequentemente a realidade a nossa volta.  Palavras geram pensamentos, sentimentos, ações e resultados. Quais são os resultados em sua vida? Positivos ou negativos? Pensem nisso!

Um excelente final de semana para todos. Foquem em suas famílias. Grande abraço

Família é tudo…

https://aderivaldo23.wordpress.com/2011/12/05/perdi-meu-filho-mas-o-ceu-ganhou-uma-estrela-brilhante/

Deixe um comentário

Arquivado em Reflexão

Inscrições para o Colégio Militar Tiradentes – 2013

Circular (click para ver)

Inscrições 2012:

https://aderivaldo23.wordpress.com/2012/06/25/colegio-militar-tiradentes-pmdf-inscricoes-abertas/

100 Comentários

Arquivado em Concurso, Tira dúvidas

Qual a origem profissional dos Secretários de Segurança Pública?

As organizações de segurança pública estaduais brasileiras, as polícias e bombeiros militares e polícias civis, têm como chefe os governadores, que nomeiam secretários de de estado – secretários de segurança pública ou de defesa social – para atuar diretamente na gestão destas forças policiais. Trata-se de um cargo sensível, pois a área possui uma natureza que fundamenta a convivência social, pauta a mídia e tem muitos desdobramentos políticos. Sendo assim, uma curiosidade para quem observa esta estruturação da governança da segurança pública é sobre a origem profissional dos secretários de segurança, fator que pode dizer algo sobre os rumos da área no país.

Em um levantamento informal, percebe-se que atualmente a massa dos secretários de segurança pública no Brasil (14) são delegados da Polícia Federal, geralmente tendo ocupado antes da nomeação algum cargo de visibilidade no âmbito da PF daquele estado. Cinco estados brasileiros colocaram coronéis da Polícia Militar (3) ou delegados da Polícia Civil (2) para chefiar a pasta – a despeito dos “ciúmes” que uma das corporações tende a alegar pelo revanchismo corporativista existente entre PC e PM. Os demais estados nomearam procuradores (4), promotores (2) e um estado possui um juiz desembargador como secretário.

Abaixo, um quadro esboçando o cenário:

Como se vê, os delegados da Polícia Federal estão conseguindo se mobilizar bem politicamente para alcançar as secretarias de segurança, mesmo não possuindo a formação técnica voltada para a vocação das polícias estaduais. Também é curioso como nenhum governo ousa nomear um secretário que não componha os quadros de alguma instituição pública que de algum modo trate de questões de justiça criminal em seu cotidiano – como administradores, políticos, representantes de movimentos sociais etc.

Embora esta variedade diga algo sobre o que os governos pensam do cargo de secretário de segurança, diz pouco ou nada sobre a efetividade de cada tipo de profissional na função, afinal, os resultados das políticas nem sempre são tributárias da formação e experiência do secretário. Desvendar o conjunto de fatores que propiciaria este rendimento é a grande questão…

Fonte: http://abordagempolicial.com/?doing_wp_cron=1348824146.2469201087951660156250

4 Comentários

Arquivado em Tira dúvidas