Arquivo do mês: abril 2010

Necessidade de amadurecimento político!

Em 2007, ao realizar um trabalho acadêmico, no primeiro semestre do curso de direito, na Universidade Católica de Brasília, depararei-me com a bibliografia do ex-secretário de segurança pública do DF, coronel Brochado, cujo título era: Socorro, Polícia – Reflexões sobre segurança pública.

Naquele momento ao ler alguns trechos desse livro fiquei indignado com algumas afirmações de um coronel do Exército no que tange a segurança pública no país. Em um dos trechos ele fala da “luta de classes” que ocorre dentro das polícias e o porque de alimentarem isso em tempos de eleição. Outro fato, são os temas discutidos com mais intensidade somente quando se aproxima o pleito eleitoral, dentre eles a desmilitarização e a unificação das polícias. Interessante frisar que ele escreveu tudo isso no início dos anos noventa, logo após a Constituição de 1988, e pouca coisa mudou.

Ao ler os textos nas comunidades de policiais militares do DF no orkut começo a perceber grupos que alimentam esse mesmo discurso de outrora, fazendo com que a polícia fique estagnada, presa a um discurso de separativismo, alimentando o famoso bordão: “DIVIDIR PARA CONQUISTAR!”

Falta-nos união, mas ela não sai do discurso;
Falta-nos uma associação única, mas defendem apenas uma associação única de praças; Isso é união?
Falta-nos qualificação profissional, mas somente falamos em salários;
Falta-nos amadurecimento político, mas não o buscamos!

Realmente em alguns pontos a polícia está mudando, mas em muitos ela precisa mudar…
Que possamos refletir e aprender com os nossos irmãos policiais civis, eles tem muito a nos ensinar. Os bombeiros também!! Falta-nos HUMILDADE PARA APRENDER!

“O homem que não esteja disposto a morrer por alguma coisa não está apto para viver.” (Martin Luther King)

“A medida definitiva do homem não é onde ele se coloca em momentos de conforto e conveniência, mas onde se posta em ocasiões de desafio e controvérsia. O verdadeiro semelhante arriscará sua posição, seu pretígio e até mesmo sua vida pelo bem-estar dos outros. Em vales perigosos e trilhas arriscadas, ele elevará um IRMÃO machucado e exausto a uma vida superior e mais nobre.” (Martin Luther King)

“Quando homens maus conspiram, HOMENS BONS DEVEM PLANEJAR. Quando homens maus incendeiam e bombardeiam, HOMENS BONS DEVEM CONSTRUIR E UNIR. Quando homens maus gritam feias palavras de ódio, HOMENS BONS DEVEM SE DEDICAR ÀS GLORIAS DO AMOR. Onde homens maus procurariam perpetuar status quo injusto, HOMENS BONS DEVEM PROCURAR GERAR UMA ORDEM REAL DE JUSTIÇA.” (Martin Luther King)

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em desmilitarização das polícias, polícia militar, Política, reestruturação das polícias, Reflexão

A polícia de Mato Grosso!

Primeiro gostaria de pedir desculpas pela ausência no blog. Atualmente estou em uma missão em Cuiabá, juntamente com o Inspetor-Geral da Força Nacional, Major Pontes, o que dificulta o acesso à internet. Tenho aprendido muito nessa viagem. A nova experiência tem ajudado a compreender melhor o sistema de segurança pública nos estados.

A impressão que tenho é totalmente diferente de nossa realidade. O estado conta com um efetivo de aproximadamente 7.500 homens, apesar de sua extensão. Sendo assim, o grupamento aéreo torna-se essencial. A cidade de Várzea Grande possui uma Guarda Municipal que utiliza boas viaturas e um bom efetivo, mas mesmo assim não visualizei sua atuação.

Percebi que muitos policiais utilizam o brevê do curso de polícia comunitária, achei isso ótimo. Tive a oportunidade de conversar com uma policial do Proerd, o que me acrescentou muito nessa área. O fato mais importante que achei foi a “integração” entre as polícias. Nessa cidade existe uma excelente relação entre policiais civis e militares. Cheguei a ouvir de uma delegada uma frase que me chamou a atenção, pois o fato ocorreu em um curso militar: “Nós policiais do Mato Grosso nos sentimos envergonhados pelo que ocorreu e pedimos desculpas…”. Isso diz muita coisa!

Aqui também existe um grupo tático que se chama: FORÇA ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, mas que voltará a se chamar ROTAM, assim como no DF. A experiência no Centro Integrado de Operações Aéreas, também foi excelente, o primeiro vôo de helicóptero não será esquecido, conhecer o Centro de Treinamento do 13º Batalhão de Infantaria, também não.

A história dessa polícia também me chamou a atenção. Conheci a expressão “homens do mato”, nome da 1ª Companhia que deu origem a Polícia Militar do Mato Grosso em 1835. Vi os quadros “históricos” no Comando Geral dessa Corporação e me apaixonei por sua história.

Hoje o texto é somente mais um daqueles onde utilizo esse espaço como um pequeno diário, em breve voltarei a falar coisas mais importantes.

6 Comentários

Arquivado em Aderivaldo, polícia militar, Reflexão

O maior centro de capacitação policial da América Latina!

Ao ouvir as frases abaixo começo a sonhar…

“Para dar a sua cara à gestão, a reforma administrativa vai começar pela assessoria mais próxima. As mudanças vão longe e devem envolver todo o secretariado. Com uma ampla casa no Lago Sul, Rosso não deverá se mudar para a residência oficial de Águas Claras. Usará a estrutura para reuniões e vai montar o gabinete no anexo do Palácio do Buriti. O centro administrativo de Taguatinga (Buritinga), um dos símbolos da passagem de José Roberto Arruda pelo GDF, será desativado, segundo Rosso revelou ao Correio.” (Fonte: Correio Braziliense)

A Vice-Governadora ressaltou o carinho particular que tem pela corporação e anunciou aos militares a devolução do antigo CFAP, hoje Centro Administrativo do GDF localizado em Taguatinga.” (Fonte: Site PMDF)

Ao vislumbrar a devolução do antigo CFAP começo a visualizar o que poderia ser o maior e mais ousado projeto dentro de uma Polícia Militar…

Ontem ao conversar com um policial do estado do Acre ouvi dele algo que está em nossa cara, mas queremos negar. As instalações de nossas unidades são horríveis. Ele fez referência às instalações do BOPE, pois passou um mês nessa unidade. Lembrei-me de outras e tive que concordar…

Ao imaginar um quartel no valor de 2 milhões de reais não podemos pensar pequeno. Comecei a sonhar com o MAIOR CENTRO DE CAPACITAÇÃO POLICIAL DA AMERICA LATINA. Um grande CENTRO de FORMAÇÃO, onde praças e oficiais possam ser formados em um mesmo ambiente. Um espaço para discussão acadêmica dos problemas que envolvem a segurança pública de nosso país. Sei que é possível, basta querer!

Começo a ver não mais uma ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR, mas sim um COLÉGIO E FACULDADE TIRADENTES! Já temos autorização para algo semelhante, basta querer!

Tais atitudes seriam o início da transformação da polícia, pois ela precisa mudar!

Outra questão importante é que com essa atitude os aprovados no CFSd 2009 voltam a ter esperança de ingressar em um possível curso esse ano, uma importante mudança de cenário…

11 Comentários

Arquivado em polícia militar, policiamento inteligente, reestruturação das polícias

Policiais de Planaltina fazem a diferença!

Mais uma vez apresento aos leitores uma bela reportagem da minha amiga Irene Oliveira. Dessa vez uma felicidade dupla, pois a reportagem é da Irene e os protagonistas são policiais do 14º BPM (Planaltina), cujo comandante é o amigo blogueiro CORONEL SANT’ANNA. Parabéns a todos os policiais do serviço de inteligência pelo levantamento das informações necessárias para o desenrolar da ocorrência. Parabéns a todos os policiais de Planaltina pelo empenho em cada missão e pela disposição em servir a essa comunidade!

22/04/2010
Ex-foragido e acusado de homicídios é preso
Divulgacao PMDF
Irene Oliveira

Foragido da Justiça, Juarez Luis Lourenço, 26 anos, foi preso ontem à tarde, por volta de 14h por policiais do Serviço de Inteligência do 14ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPMind) de Planaltina. Eles acompanhavam os passos do acusado após receberem denúncia anônima de que ele circulava na região. Lourenço, embora tivesse três mandados de prisão expedidos pela Justiça em aberto, caminhava tranquilamente pelas ruas da cidade de Planaltina. O acusado foi abordado pela equipe de policiais na DF 128, próximo à entrada de uma chácara. Ao confirmarem que se tratava de um foragido, o homem foi preso e encaminhado à 31ª Delegacia de Polícia.

Desde dezembro de 2009, Lourenço é procurado pela Justiça. Os policiais que participaram da ação disseram que ele é um famoso traficante na área e dono de uma extensa ficha criminal.
O delegado de plantão da 31ª DP, Tharmes Chiodarelli, explica que Lourenço já havia sido condenado e cumpria pena. Contudo, foi beneficiado pelo indulto de Natal no final do ano passado e não voltou mais ao presídio. “Os benefícios da lei têm o objetivo de permitir que o preso vá se ressocializando. Mas em casos contumazes, onde o preso faz do crime um meio de vida, não há retorno após o benefício”, afirma.

Risco à sociedade
De acordo com a polícia, Lourenço representa um risco à sociedade. O homem tem mais de 15 passagens pela polícia por crimes diversos como roubo, tráfico de drogas, porte de armas e crimes contra a vida. “Ele responde por quatro tentativas de homicídios qualificados, tem um grau de periculosidade razoável. Agora vamos comunicar ao juiz o cumprimento do mandado de prisão, que foi expedido no último oito de janeiro. Com isso, ele volta a cumprir a pena e, possivelmente, sem benefícios – o que vai depender do entendimento do juiz”, explica Chiodarelli.

Uma das tentativas de homicídio, segundo policiais do Serviço de Inteligência da PM, aconteceu em março deste ano, quando Lourenço já estava foragido. “Depois que foi solto no ‘saidão’ de Natal ele cometeu diversos delitos e atentou contra uma vida. Não deveria estar solto”, avalia um dos policiais.
Lourenço foi encaminhado ao cárcere do Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde ficará à disposição da Justiça.

Benefícios dados a presos são questionados

Depois que o pedreiro Ademar de Jesus Silva, 40 anos, conhecido como “maníaco de Luziânia”, assassino confesso de seis jovens que estavam desaparecidos na cidade, foi beneficiado com a progressão de pena, os benefícios para presos vêm sendo discutidos. Ademar deixou o presídio da Papuda em 23 de dezembro e, sete dias depois, iniciou a série de assassinatos em Luziânia. Após a confissão, Ademar foi preso em 10 de abril. Contudo, ele foi encontrado morto oito dias depois da confissão (último dia 18). De acordo com a polícia, ele teria se suicidado na cela onde estava preso na delegacia de Goiânia.

Ademar de Jesus foi condenado, em 2005, a 10 anos e 10 meses de prisão por abusar sexualmente de dois meninos, um de 11 e outro de 13 anos, em Águas Claras. Em dezembro do ano passado, Ademar foi beneficiado com a progressão de pena para o regime aberto e voltou a cometer os crimes sexuais, além de matar as vítimas.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, comentou o caso do benefício recebido por Ademar. Mendes afirmou que a Justiça Criminal no país é desestruturada e precisa passar por uma profunda reforma administrativa para evitar casos como o do ex-presidiário Ademar de Jesus. Mendes ainda defendeu o monitoramento eletrônico de presos condenados por crimes sexuais, mas descartou o fim da progressão do regime. Ele lembrou que, mesmo o exame criminológico não sendo mais obrigatório, ainda cabe ao juiz determiná-lo, em caso de necessidade.

O promotor de Justiça e doutor em direito penal pela Universidade Católica Portuguesa, Diaulas Ribeiro, destaca que o Estado brasileiro abriu mão de controlar a vida dos criminosos após cumprirem penas. A Reforma Penal de 1984 acabou com o sistema cumulativo de penas e medidas de segurança para criminosos perigosos e temerários. “Isso quer dizer que, perigoso ou não, ao fim da pena cumprida, o condenado sairá da prisão sem controle, sem remédio e sem exame criminológico, queiram ou não queiram os promotores de Justiça e a opinião pública”, afirma. Ele atribui ao Congresso Nacional a responsabilidade de promover mudanças.

Casos de reincidentes no mundo do crime são comuns, embora assustem a opinião pública. Na avaliação do delegado Tharmes Chiodarelli a legislação brasileira é falha. “Por falta de alternativas, os juízes concedem os benefícios que são previstos em lei. É justamente o cumprimento da lei, que está em questão. É necessário um endurecimento da legislação, reavaliando os benefícios que, por vezes, são excessivos”, observa.

O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar de Planaltina, tenente coronel Leonardo Sant’Anna, diz que é primordial a modernização do pensamento das instituições que compõem a segurança pública para, então, promover benefícios aos presos. O que seria, segundo ele, um benefício monitorado. “A desburocratização dos processos relativos à segurança é essencial para que haja uma convergência entre sistema prisional, a correta prática da segurança, ordem pública e o sistema judicial brasileiro”, avalia. Segundo ele, para que a população tenha a sensação completa de segurança com eficácia e, consequente justiça social, é necessário algo mais. “Exemplos simples seriam as tornozeleiras eletrônicas (aparelho localizador colocado no tornozelo de presos que são autorizados a sair temporariamente das cadeias como uma maneira de vigiá-los) para criminosos violentos e um banco de dados único. O uso desses mecanismos mostraria rapidamente sua eficácia quanto à prática de novos crimes e, certamente, a comunidade se sentiria mais segura com medidas dessa natureza”, garante Sant’Anna. “É triste verificar que medidas mais efetivas do Estado são colocadas em prática somente quando vidas são perdidas ou algo grave acontece com a população. Todos estão aguardando ansiosamente que essa postura seja mudada”, finaliza.

Fonte:

9 Comentários

Arquivado em polícia militar, policiamento comunitário, policiamento inteligente

Promovidos ontem!

Aprendi em minha vida a me alegrar com os que se alegram e a chorar com os que choram. Ontem foi um dia de alegria para muitos. O realinhamento (plano de carreira) nos deu perspectiva dentro da Corporação. Fiquei feliz ao ver alguns nomes na relação de promovidos, pois são pessoas queridas, que aprendi a respeitar ao longo dos meus dez anos de Corporação. A primeira turma da academia chega completa a Tenente coronel, a segunda começa a ser promovida nesse sentido e os vinte três mil começam a chegar a sargento. Muita coisa mudará em um cenário próximo.

Parabéns a todos os companheiros que passaram para uma nova fase de RESPONSABILIDADES em suas vidas, em especial aos amigos:

Coronel Reinaldo, Coronel Viegas, TC Sant’anna, TC Márcio,TC Luciano,TC Seabra, Major Karla, Major Gilmar, CAP Maximiliano, CAP Kotama, 1º SGT AUGUSTO ALVES, 2º SGT HENRIQUE CÂNDIDO, 2º SGT PAULO LEITE, SGT JOSENILTON (Teatro Rodovia), SGT ADRIANO (ROSA), SGT DUARTE (6º BPM), SGT DE ARAÚJO (DP) e todos aqueles que já não esperavam mais essa benção. Que nosso grande MESTRE possa dar-lhes a sabedoria necessária para nos conduzir, enquanto instituição.

Promoção de oficiais

Promoção de praças

7 Comentários

Arquivado em polícia militar