Arquivo da categoria: Diversa

Aqui estão alguns comentários que vão além da segurança pública e polícia militar…

Diário Oficial do DF agora só em versão digital

Uma mudança que passou despercebida, mas que fazemos questão de divulgar foi o fato do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) ter deixado de circular na versão impressa desde ontem, terça-feira (13/12). A informação é da Casa Civil. O corte representará uma economia ao GDF de R$ 240 mil por ano, apenas referente à produção do jornal. No documento, são publicados, diariamente, todos os atos públicos do governo.

Segundo a assessoria de comunicação da Casa Civil, dois  pontos devem ser levados em consideração: a modernização do DODF e a sustentabilidade, pois além de economizar com a produção do jornal, aproximadamente 3 mil toneladas de papel impresso deixarão de ser produzidos. Outro fato importante é que a versão digital passará a ser um documento certificado, ou seja, ele agora passa a ter um valor probatório.

Uma das grandes utilidades do Diário impresso era para os servidores nomeados em determinadas funções comprovarem sua situação junto a um banco, por exemplo, ou um servidor que aposentaria para comprovar sua situação. Nestes casos, os servidores precisavam deslocar-se ao Palácio do Buriti para adquirir o Jornal Impresso. O custo do DODF era de R$ 3,oo. Agora basta entrar na página do DODF ou de alguma Secretária do Governo e imprimir o documento. Uma desburocratização que trará bons resultados para todos.

Foto: Dênio Simões

Foto: Dênio Simões

Por: Aderivaldo Cardoso

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Posse dos Conselheiros Tutelares

Hoje pela manhã estive presente na posse dos conselheiros tutelares do DF. Tive a honra de ver minha irmã, Cristina Cardoso, tomar posse como Conselheira Tutelar do Riacho Fundo I.

12509478_1135267809816561_5288011955394623972_n

Também pude encontrar o Chefe do Estado Maior da PMDF, Cel Sant´Anna e o Comandante Geral, Cel Nunes. Neste encontro pude parabenizá-los e desejá-los um bom comando. Que Deus possa abençoá-los e conduzi-los.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Nesta sexta-feira ‘Blogueiros de Brasília’ se reúnem na Associação Comercial do DF

Na próxima sexta-feira, 16 de janeiro, o Movimento Social ‘Blogueiros de Brasília’ se reúne na sede da Associação Comercial do Distrito Federal – ACDF, que será palco da votação das 7 ações do grupo para o ano de 2015. O evento começa às 18h30 e é aberto aos blogs do DF

Atuante desde 2011 em Brasília, o Movimento dos Blogueiros de Brasília – MBB, é responsável por realizar: Café com Blogueiros, Encontro de Blogs em Brasília, Reunião Coletiva de Blogs para eventos da área, Seminários, Bate papo com Empresários, Ter lutado em prol do PELO 51/2014, na CLDF e outras ações com os profissionais da imprensa online. Atualmente, mais de 150 blogs são cadastrados no movimento, que é aberto a todos os blogs do DF

O MBB é coordenado pelo jornalista Eldo Gomes, com Fernando Fidelis e Kelly Brasil. Nesta plenária, decidirão novos diretores pro movimento, que tem como principal objetivo discutir o trabalho da mídia online em Brasília e agir em prol do coletivo.

Em linhas gerais, o conceito de movimento social se refere à ação coletiva de um grupo organizado que objetiva alcançar mudanças sociais por meio do embate político, conforme seus valores e ideologias dentro de uma determinada sociedade e de um contexto específicos, permeados por tensões sociais

O movimento é aberto para jornalistas, formadores de opinião, influenciadores digitais, editores de sites/portais e profissionais da mídia online em geral.

Para começar os trabalhos foi criado um grupo dos ‘Blogueiros de Brasília’ no WhatsApp e há um grupo, já existente, noFacebook.

unnamed

 Serviço:

1ª Plenária de 2015 dos Blogueiros de Brasília
Dia 16 de janeiro, sexta-feira.
Horário: 18h30.
Endereço: SCS Qd. 02 Bl. B Ed. Palácio do Comércio 1º andar
Informações: (61) 8181-6712 / 9216-6262
Email: blogueirosdf@gmail.com
Site: http://culturadigital.br/movimentodosblogueirosdebrasilia/

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Conectado ao poder

O programa Conectado ao Poder desta quarta (5/1) estreia sua 3ª temporada e terá a participação do Vereador Douglas da Cidade Ocidental; da blogueira Ana Paula; do policial militar e blogueiro Aderivaldo Cardoso; do empresário Deusin Farias e a estreia do comentarista de política e economia Rodrigo Mercucio, além da participação da dupla sertaneja Borges e Fernando.

Conectado_05_01-1024x1024 (1)

O Conectado ao Poder esta em sua terceira temporada com mais de 40 edições, tendo recebido mais de 240 convidados entre políticos, profissionais envolvidos com política, imprensa e artistas. O programa vai ao ar, ao vivo, toda segunda, das 20h às 22h na Rádio Federal. A apresentação é do Consultor em Marketing Político e Blogueiro, Sandro Gianelli com participação de Idovan Araújo.

Programa Conectado ao Poder

Apresentação: Sandro Gianelli.

Data: 5 de janeiro, segunda-feira.

Horário: Das 20h às 22h (ao vivo).

Participe: (61) 3522-6759, Facebook: “sandrogianelli2 ou Rádio Federal” ou pelo Skype “Rádio Federal”

Local: Ed. Bercy Village | 8º Andar | sala 807 | QD 206, Lote 01 – Águas Claras (Atrás do Águas Claras Shopping).

Informações: (61) 8406-8683 | sandrogianelli@hotmail.com

Como ouvir?

A rádio federal é transmitida pelo site www.radiofederal.com.br e você pode baixar o aplicativo da Rádio Federal nos seguintes links:

Para Android:
https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.radiofederal.app1

Para IOS:
https://itunes.apple.com/pt/app/radio-federal/id780585489?mt=8

Ou no tunein:

http://tunein.com/radio/Radio-Federal-on-line-s191986/

Neste link você confere fotos, áudio e vídeos dos últimos programas:www.sandrogianelli.com.br/category/programa-conectado-ao-poder

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

O Grupo Cultural Junino Quadrilha Caipiras de Fé

Estamos no mês de janeiro, mas alguns já estão pensando no mês de junho. Até lá ainda teremos carnaval, páscoa e outras comemorações importantes. O que mais interessa para alguns neste momento é ensaiar para as festas juninas. Para quem não sabe as festas no mês de junho são celebrações católicas, hoje já inseridas em alguns igrejas evangélicas, que acontecem em vários países e que são historicamente relacionadas com a “festa pagã” do solstício de verão no hemisfério norte e de inverno no hemisfério sul, que é celebrado no dia 24 de junho.  Uma festa que originou-se na idade média.

10393868_760119087370784_4747684724286728605_n

O Grupo Cultural Junino Quadrilha Caipiras de Fé, do Setor Habitacional Sol Nascente, criado em 2010, realizou hoje, domingo (04), sua primeira atividade de 2015 no Centro Educacional 11 de Ceilândia, próximo a feira do produtor e abaixo do SESC Ceilândia.

A associação formada por crianças, Jovens e Adultos, tem como objetivo, além da transformação de vida,  manter a raiz da cultura popular Brasileira, além de participar das festas juninas tradicionais que envolvem o DF e o entorno. O Grupo também pretende participar do O Maior São João do Cerrado – 2015, repetindo o feito de 2014, quando tiveram a oportunidade de participar da abertura da tradicional festa de São João em Ceilândia.

10888573_760119094037450_918997367265433228_n

O grupo nasceu de uma brincadeira no CED 11, mas o desejo de participar de grandes eventos fez com o que o seu presidente Victor Araújo de Castro, e seu vice presidente Pedro Vitor Lopes, juntos com os demais diretores regularizassem o grupo. O grupo que tem apoio do CED 11 Ceilândia, precisa de doações para confecção do traje da nova temporada. O Centro Educacional 11 de Ceilândia fica na QNP 01/05 no P. Norte – Ceilândia Norte. Quem tiver interesse em ajudar o grupo pode entrar em contato com o Victor Araújo no telefone (61) 9153-8695.

10905985_760119084037451_6524179458341486031_n

Por: Aderivaldo Cardoso com informações do Diário de Ceilândia

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos morre em São Paulo, aos 79 anos

O advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, de 79 anos, morreu no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele havia sido internado na terça-feira (18/11) para tratamento de descompensação de fibrose pulmonar, segundo boletim médico divulgado pelo hospital. As informações são do G1.

20141120083247585276a

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Associação de blogueiros de política do DF já nasce forte

 

Por conta da forte presença no cenário político do Distrito Federal e Entorno, os blogueiros de política do DF decidiram criar no dia de hoje(7) a Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política (ABBP). A primeira reunião para decidir pela criação da entidade representativa deu-se nesta tarde, nas instalações das Faculdades Icesp, do Guará I. Foi eleito presidente o cientista político e professor do curso de Jornalismo da instituição, Francisco Lima Jr.. Para a 1ª Vice Presidência foi eleito o blogueiro Odir Ribeiro, do blog Rádio Corredor. O presidente recém eleito, Prof. Francisco Lima sugeriu que fossem ouvidos mais blogueiros e por um prazo maior que o do dia de hoje para que a composição da entidade busque contemplar ao número máximo possível de membros. Como a tecnologia ajuda bastante, e isso este grupo domina, as tratativas estão acontecendo de forma frenética nas redes sociais e pelo whatsapp.

Na reunião de hoje compareceram os titulares dos seguintes blogs:

Blog da Cris, Blog da Ana, Rádio Corredor, Galo de Briga, Política DF em números, Blog do Ataíde, Blog do Fred Lima, Política Real(Francisco lima Jr.), Política Distrital, Sandro Gianelli, Politicando, Radar Condomínios, Policiamento Inteligente e Gay 1. Além dos blogueiros que não conseguiram comparecer, mas mantiveram contatos com os colegas durante o evento reafirmando total apoio.

Apenas para que tenhamos uma ideia da força dos blogueiros e das redes sociais nas eleições deste ano, vale citar que em Brasília, por exemplo, metade dos eleitores usam facebook, e destes, 26% se influenciam por candidatos na rede na hora de votar, segundo recente pesquisa realizada pela consultora para área Roberta Li.

Fonte: http://politicareal.com.br/blogs/francisco-lima-junior/564175/associacao-de-blogueiros-de-politica-do-df-ja-nasce-forte#.VF4nCDTF-qB

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

Posto da Polícia Militar do Gama pega fogo durante a madrugada

Maryna Lacerda

Publicação: 25/10/2014 10:07 Atualização:

Fogo destruiu banheiro e parte externa
Fogo destruiu banheiro e parte externa

Um posto de segurança da Polícia Militar foi incendiado na madrugada deste sábado (25/10), no Gama Oeste.

Por volta da 1h, moradores da região perceberam as chamas no Posto Comunitário de Segurança (PCS) 020, que estava desativado, e acionaram o Corpo de Bombeiros.

A perícia esteve no local e constatou que pelo menos 25% do prédio foi destruído. Os danos foram maiores no banheiro e na parte externa. Ninguém se feriu. Ainda não se sabe as causas para o incêndio.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2014/10/25/interna_cidadesdf,454261/posto-da-policia-militar-do-gama-pega-fogo-durante-a-madrugada.shtml

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa

“Presos por tipo de crimes em 2013”

O jornal Correio Braziliense de domingo traz um gráfico com dados interessantes sobre “presos por tipo de crimes em 2013”: 48,5% estão presos por cometerem crimes contra o patrimônio, 26,2% estão presos por causa de entorpecentes, 12,2% por terem cometido crimes contra a pessoa, 5,7% por causa do Estatuto do desarmamento, 4,1% em decorrência de crimes contra os costumes, 3,2% por outros crimes e 0,1% por corrupção ativa e passiva. Retrato do trabalho da polícia ostensiva no Brasil. Quem você acha que prendeu a maioria desses criminosos?

10155033_620613851353629_6220749399708900454_n

Os dados demostram onde está focado o trabalho da PM. Ele está focado em proteger o patrimônio, a vida e para nossa surpresa, em usuários de entorpecente. Ao lembrar das ocorrências que me deparei na rua creio que siga essa ordem. Foram autores de roubos e furtos, usuários e traficantes de drogas e pouquíssimos homicidas. Um reflexo do nosso trabalho nas ruas.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa, Tira dúvidas

Um amontoado de relíquias ilustram a história da capital

Local guarda a história de Brasília em fotos, vídeos e mapas, mas não é o espaço ideal para tanta memória

Eric Zambon
eric.zambon@jornaldebrasilia.com.br

É patrimônio histórico da humanidade, as pessoas parecem não dar o devido valor e aparenta estar mal conservado. O acervo histórico da capital é, em todos os aspectos, bastante semelhante a Brasília. Acondicionado em instalações provisórias há 25 anos, o Arquivo Público do DF precisa sofrer mudanças significativas, especialmente de localidade, para preservar aquilo que guarda em seu prédio.

“O espaço físico já está obsoleto, aquém da capacidade de armazenamento. Precisamos de espaço para abrir uma planta ou trabalhar em uma foto”, admite o coordenador do arquivo histórico, Wilson Vieira Jr. Ele gere toda a documentação acondicionada nos cerca de mil m² e supervisiona os gerentes de cada sessão.

“É um acervo volumoso. Se colocarmos todas as caixas que temos, uma atrás da outra, teríamos um quilômetro de extensão”, explica Wilson. “A situação é emergencial. Se não mudarmos deste espaço atual, teremos poucas possibilidades de continuar conservando o acervo”, reivindica o pesquisador do Arquivo Público.

Inadequado

Atarracado dentro do terreno onde está a sede da Nova Companhia da Capital (Novacap), na Epia, próximo ao Park Shopping, o lugar é considerado inadequado até por quem trabalha lá. O espaço foi criado em 1985 e mudou de local apenas uma vez antes de chegar à atual localização. O prédio não consegue mais comportar adequadamente os documentos que deveria resguardar, onde está a história de Brasília.

“Os arquivos estão bem acondicionados, mas o prédio que não é o ideal”, apazigua o superintendente do Arquivo Público, Gustavo Chauvet. Segundo ele, a expectativa é que o órgão tenha uma nova sede até maio deste ano, quando deve se mudar para perto do Palácio do Buriti, em uma espaço cinco vezes maior que o atual.

Mudança

“Temos 20 mil caixas com quase seis milhões de documentos. Alguns mapas precisam ficar enrolados, pois não podem ser guardados abertos e isso não é o ideal”, admite o superintendente.

Entre outros problemas do local, também foi citada a variação de temperatura a que os arquivos estão sujeitos e a luminosidade. “Quando está calor, esquenta muito. Quando está frio, fica muito gelado. Isso não é nada bom para os documentos”, revela o superintendente Gustavo Chauvet.

Processo para democratizar o acesso

Vinculado à Casa Civil do DF, o Arquivo Público dispõe de orçamento aproximado de R$ 3 milhões desde 2011. O valor, no entanto, serve quase todo para arcar com as despesas de pessoal, o que atravanca processos de modernização e implementação de novas soluções de organização para o local.

Desde novembro do ano passado, porém, o acervo começou a ser digitalizado para estar disponível pela internet. Em parceria com a  Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial (Cetefe), os documentos estão, pouco a pouco, saindo exclusivamente do papel desgastado para integrar bancos de dados virtuais.

“Se uma pessoa que estuda na Paraíba quisesse pesquisar uma coisa aqui, teria de viajar  para cá. Digitalizando, você democratiza o acesso”, elogia o estudante de História da Universidade de Brasília (UnB).

Falta de vontade em melhorar

Para o estudante de História Renato Ventocilla, “tendo acesso ao passado e à produção científica, você tem maior visibilidade sobre o que já aconteceu e maior possibilidade de saber como agir hoje”, explica. Para ele, no entanto, o estado de conservação do material é um dos grandes aspectos negativos atuais. “Quando fui fazer pesquisa, tinha arquivo na escada porque não tinham onde ficar. Tem bastante poeira também, e eu sei que é chato dizer isso, mas é muito fácil para alguém ir lá e simplesmente roubar um documento”, reclama. Ele diz ver progresso na modernização de todo o acervo, mas classifica o atual sistema de pesquisa e catalogação como “arcaico” e pondera sobre as responsabilidades tanto do governo quanto dos cidadãos.

“O governo tem várias alternativas de política e precisa colocar prioridades. Se não houver demanda, se as pessoas não procurarem o Arquivo, o governo não vai ter o estímulo para investir”, acredita.

Memória íntima

O professor universitário e cineasta Marcelo Faria, 43 anos, valoriza o acervo à disposição, assim como Renato, mas credita maior responsabilidade pela situação atual à política. “Incomoda-me saber que as pessoas que trabalham lá acreditam no trabalho, mas parece que o Poder Público não dá as condições ideais”, lamenta.

Para ele, haver demanda ou não pelas informações ali contidas não deveria ser o essencial para garantir investimentos. “A importância do arquivo não está na quantidade de pessoas que acessam os dados, mas na qualidade do que lá está”, acredita. “A conservação da memória está atrelada à cultura. E em país de terceiro mundo, ela está sempre em segundo plano. Com certeza isso faz com que esse acervo não seja levado tão a sério”, argumenta.

Como profissional de cinema, Marcelo Faria costuma usar o serviço digital do Arquivo Público para conseguir fotos antigas e geralmente se encanta mesmo com o que não está diretamente relacionado às suas tarefas. “O interessante lá é que tem muita raridade. Vi a primeira imagem de Brasília, e nem fazia parte da minha pesquisa, mas pedi para copiarem para mim. A gente olha aquilo e nem acredita no caos que vivemos hoje em dia”, relembra-se.

Casa de ferreiro…

Reunir os arquivos também é desafiador para o órgão. De acordo com Chauvet, pouquíssimos órgãos do GDF entendem a importância de repassar ao Arquivo Público do DF os documentos com potencial histórico ou relevantes.

Leia mais na edição digital. Clique aqui e leia esta e outras notícias da versão impressa do JBr.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Deixe um comentário

Arquivado em Diversa