Os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu.

Boa noite queridos leitores e leitoras,

Depois de muito tempo retorno a este local. Quantas coisas passaram desde o início há quase uma década atrás? Discutimos tantos sonhos, tivemos tantas derrotas, foram tantas as perseguições, as desilusões, algumas vitórias, mas com certeza muitas perdas, algumas irreparáveis. Foram anos de acompanhamento psicológico, muitas visitas a advogados e a hospitais. Impressiona como uma instituição tão pequena pode ter a capacidade de matar sonhos e de destruir a saúde das pessoas.

Aqui escrevi o texto mais difícil de minha vida (quando meu filho Gabriel Brilhante nos deixou), respondi várias perguntas, construí várias teses, arrumei muitos amigos  e amigas, alguns guardo até hoje, mas também fiz muitos inimigos. Aqui viajei o mundo, ajudei estudiosos, jornalistas, estudantes e curiosos que aqui vieram pedir ajuda.

Nos últimos anos passei o conteúdo do Blog para uma empresa, que detém a marca e direitos autoriais (AD Agência de notícias – Aderivaldo23.com), e também de minha produção intelectual, assim como artistas faziam em tempos de ditadura, virei jornalista, militante, candidato político do partido humanista da solidariedade, até o que sou hoje, desiludido político.  Respondi inquéritos e sindicâncias por falar o que penso sobre segurança pública, em especial a PM, e ainda vive o peso de estar em um conselho de disciplina por criticar a “Ditadura do PT no Distrito Federal”, isso mesmo! Por criticar o partido corrupto que foi expurgado do poder.

Por que estou falando tudo isso? Porque senti necessidade de dar uma satisfação aos leitores. Pretendo usar este esaspaço para falar da vida vez ou outra.  Voltar a fazer minhas catarse, que um dia já chegou a ser coletiva.

Fracassei em tudo o que tentei na vida.
Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui.
Tentei salvar os índios, não consegui.
Tentei fazer uma universidade séria e fracassei.
Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei.
Mas os fracassos são minhas vitórias.
Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu.

Abraços e até breve.

Att,

Aderivaldo Cardoso

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Aderivaldo, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s