Taxa de homicídio no Distrito Federal é a menor dos últimos 7 anos

Estatísticas de balanço divulgado na manhã desta terça (8) pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e apresentado pelo governador Rodrigo Rollemberg, durante entrevista coletiva no Palácio do Buriti, mostrou que, nos primeiros 11 meses de 2015, foram registrados 548 homicídios, o menor número dos últimos sete anos. Em relação a 2014, a diminuição foi de 14,4%, quando houve 640 assassinatos.

Outras modalidades de crimes contra a vida também apresentaram queda de janeiro a novembro em comparação ao mesmo período de 2014. Os latrocínios (roubos com morte), caíram de 44 para 40 — menos 9,1%.

Desde o início do ano, 986 policiais militares que desenvolviam atividades burocráticas retornaram ao patrulhamento ostensivo. Além disso, 48 novos policiais civis foram nomeados. A presença de mais agentes de segurança nas ruas fez a quantidade de roubos de veículos encolher 33,8% (de 6.651 para 4.401) e a de furtos, 30% (de 14.805 para 10.364).

O roubo em comércio, outro delito que compromete a sensação de segurança nas regiões administrativas, também teve decréscimo de 32,6%. De janeiro a novembro, registraram-se 1.163 assaltos a menos a estabelecimentos do que o computado nos 11 primeiros meses de 2014.

As ações do programa Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida são apontadas pela gestão da segurança pública como fundamentais para a redução da criminalidade. Os roubos a pedestres — difíceis de ser evitados por se tratarem de crimes de oportunidade — também decresceram no acumulado de janeiro a novembro em comparação a 2014. De acordo com o levantamento da pasta, 27.583 pessoas foram assaltadas em 2015, 1.568 a menos do que o registrado no ano passado (29.151).

As delegacias de Brasília calcularam menos 165 estupros no período comparado — queda de 22,4% de 2014 (736 casos) a 2015 (571). Agora, as forças de segurança do DF focam em estratégias para reduzir a quantidade de roubos em residência, que tiveram aumento de 16,6% em 2015, com elevação da quantidade de ocorrências de 517 para 603.

Entorpecentes

O trabalho de repressão às drogas das Polícias Civil e Militar resultou no aumento de 27,1% das ocorrências por tráfico de entorpecentes e de 42% por uso e porte de drogas. Outro indicador positivo das ações policiais é o incremento de 1,6% de armas de fogo retiradas das ruas. De janeiro a novembro de 2015, foram 1.449 revólveres, pistolas e outros tipos apreendidos, contra 1.426 do ano passado.

Viva Brasília

O Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida é um programa que busca a redução da criminalidade de forma integrada, e não apenas baseada no trabalho policial. Ele envolve a colaboração entre as forças de segurança, o envolvimento da população e a participação ativa de outros órgãos, que, com suas ações, ajudam na diminuição de atos criminosos. Por exemplo: melhorar a iluminação pública, cortar o mato alto e aprimorar a infraestrutura de certas localidades são iniciativas transversais que resultam em maior sensação de segurança pública.

 manifestantes-ameacam-invadir-o-palacio-buriti

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ocorrências, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s