TCDF aponta que 81% dos usuários estão insatisfeitos com plano de saúde da PM

A fiscalização realizada pelos auditores do TCDF (Tribunal de Contas do Distrito Federal) na Polícia Militar do DF revela que a oferta dos serviços de saúde da corporação é incompatível com a demanda e com a capacidade instalada, tanto em quantidade quanto em qualidade. Segundo o relatório prévio aprovado esta semana pelo plenário do TCDF, o índice de insatisfação para o atendimento prestado diretamente pela PMDF é elevado: 81%. Em especialidades como Neurologia e Psiquiatria, esse índice chega a 100%.  

O relatório ressalta que há vínculo obrigatório entre os policiais militares e o Sistema de Saúde da PMDF, com desconto da contribuição dos usuários na folha de pagamento.

Os números apresentados pela corporação mostram que o Sistema de Saúde próprio não segue as diretrizes de atendimento fixadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde).   Além da dificuldade de marcação de procedimentos aliada à demora no prazo de atendimento, a auditoria também aponta a existência de favorecimento hierárquico nos atendimentos prestados.

Leia mais notícias no R7 DF

Comerciante é morto com quatro tiros em São Sebastião

O documento também mostra que há apenas 35 médicos atuando na área-fim para um universo de 71.820 usuários. Por outro lado, a PMDF adota, como alternativa e complemento ao atendimento próprio, o credenciamento de clínicas, hospitais e laboratórios.

De acordo com a auditoria, no serviço credenciado, a oferta ocorre em função da demanda, mas a Polícia Militar do DF não dispõe de dados gerenciais sobre as solicitações não atendidas, o que dificultou a fiscalização. A avaliação também foi prejudicada pelo atraso na finalização da reforma e ampliação da Policlínica da PMDF, principal estrutura de atendimento da Corporação.

A investigação ainda releva, entre outras coisas, falhas na comunicação com os usuários sobre procedimentos, coberturas e rede credenciada e resistência à adoção de plano de saúde corporativo ou à co-participação em planos escolhidos livremente pelos usuários.

A auditoria foi realizada entre 12 de abril e 4 de outubro de 2013, com o objetivo de verificar a conformidade dos contratos, a efetividade dos controles da PMDF no que se refere aos sistemas de cadastramento de dependentes e de usuários dos serviços de saúde, bem como o funcionamento e a regularidade de eventuais contratações realizadas.

Fonte: http://noticias.r7.com/distrito-federal/tcdf-aponta-que-81-dos-usuarios-estao-insatisfeitos-com-plano-de-saude-da-pm-16122013

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em polícia militar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s