Luxo ou uma questão de prioridade? PM compra 6 mil pen drives para a corporação por R$ 121.980

Com a explicação de fortalecer a marca da instituição, Polícia Militar do Distrito Federal compra 6 mil pen drives – 2014 metade em forma de viatura e a outra parte com a logo da corporação. Especialista diz que faltou racionalidade na utilização de recursos

Ariadne Sakkis

Publicação: 17/10/2013 06:02 Atualização: 16/10/2013 22:52

Modelo de pen drive em forma de viatura adquirido pela Polícia Militar do DF com fins de relações públicas: terceira polêmica do ano (Leonardo Meireles/CB/D.A Press)

Modelo de pen drive em forma de viatura adquirido pela Polícia Militar do DF com fins de relações públicas: terceira polêmica do ano

Criado para custear as forças de segurança da capital brasileira, o Fundo Constitucional do Distrito Federal terá parte dos recursos destinados a um luxo. A Polícia Militar da capital comprou pen drives com formato de viaturas policiais e da marca da corporação. Por R$ 121.980,00, uma empresa de Porto Alegre venceu a licitação para a confecção de 6 mil dispositivos customizados de armazenamento de dados. Segundo o edital da concorrência, os brindes estão “de acordo com as diretrizes de divulgação institucional estabelecidos (sic) na Polícia Militar”.

Leia mais notícias em Cidades

A R$ 21 a unidade, os pen drives encomendados comportam 4GB em dados — o suficiente para carregar, por exemplo, cerca de 1.500 músicas. A corporação exigiu a fabricação em material acrílico, com acabamento resinado e à prova d’água. Metade do lote comprado é em formato de reprodução da viatura. Os dispositivos custaram quase R$ 62 mil. Os outros 3 mil replicam a marca da PMDF e custaram R$ 60 mil. Uma pesquisa em um site de comparação de preços na internet mostra que modelos padrão com 4GB podem ser comprados por menos de R$ 10.

A confirmação da empresa Geral Atacadista, sediada na capital gaúcha, como vencedora do pregão eletrônico aberto em 26 de setembro, foi publicada no Diário Oficial na última terça-feira. Desde então, a companhia tem 40 dias para assinar o contrato e entregar os produtos. Eles deverão ser distribuídos em coletivas de imprensa, comemorações policiais e homenagens a homens da força.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/10/17/interna_cidadesdf,393799/luxo-pm-compra-6-mil-pen-drives-para-a-corporacao-por-r-121-980.shtml

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em polícia militar

6 Respostas para “Luxo ou uma questão de prioridade? PM compra 6 mil pen drives para a corporação por R$ 121.980

  1. ABSURDO COM GASTO DO FUNDO

    O PIOR NÃO É SÓ FAZER ESSA CAGADA EM USAR NOSSO FUNDO COM ESSAS MERDAS QUE NÃO FAZEM DIFERENÇA ALGUMA EM NOSSA VIDA, E SIM QUE MANDA FAZER AINDA ERRADO!! SABE PORQUE?? PORQUE NEM SE DERAM O TRABALHO DE COLOCAR JÁ NOS MOLDES DAS NOVAS PLOTAGENS. COMO É DESPROVIDO DE INTELIGÊNCIA!! APOSTO SE FOREM ATRÁS VÃO DESCOBRIR QUE A EMPRESA E DE FULANDO…

    Curtir

    • FILIPPI

      Meu camarada não foi fabricado o pendrive, aquela foto é só um exemplo. Quanto o marketing não fazer parte “da sua vida” sugiro que leia um pouco sobre administração, jornalismo, markentig e mecanismos de empresas de grande porte, pois te dará uma nova visão. Quem está fora do mundo business tem essa concepção mesmo. Tudo não passa de jogada. Faça tais análises com calma, sem emoção.

      Curtir

  2. PROMOÇÕES

    BOLETIM INTERNO DO BOMBEIRO DF NÚMERO 198 PEDIU A INCLUSÃO DOS NOVINHOS NO QUADRO DE ACESSO PARA AS PROMOÇÕES DE DEZEMBRO!!! PARA ISSO DEVE-SE REDUZIR MAIS DE 75% DO INTERSTÍCIO!!! E a PMDF? CFP 1 e 2? NENHUM BLOG está comprando essa BRIGA!

    Curtir

  3. Prezado Aderivaldo e leitores de seu blog, mais uma vez me manifesto.
    Não faço defesa de qualquer que seja a decisão tomada pelos comandos da PMDF. Cada um que assuma a responsabilidade de suas escolhas e consequentes decisões, mas não posso me furtar a apresentar críticas sobre determinadas questões que são colocadas na mídia (todas elas) de forma descontextualizada.
    Bem, mais uma vez vejo a corporação sendo difamada, tal como no recente episódio das capas de chuva, sem que quem quer que seja, procurem contextualizar a situação. Senão vejamos:
    1. A aquisição de tais pendrives foi objeto de pesquisa de mercado antes da licitação? Ao que me consta, sim.
    2. O preço obtido no processo licitatório foi o menor dentre os apresentados? Ao que me consta, sim.
    3. O processo licitatório seguiu todos os ritos legais, inclusive a de previsão orçamentária? Ao que me consta, sim.
    4. O produto comprado está de acordo com as especificações do edital? Ao que me consta, sim.
    5. O produto entregue está de acordo com as especificações do edital? Bem, há que esperar a entrega e que o gestor PMDF seja estrito no processo de recebimento do produto.

    Fora tudo isso, fica uma pergunta:
    Já se cansaram do atual comandante-geral e estão criando um factoide para “dispensá-lo”, do mesmo modo que fizeram com o anterior? Prova disso é que, dias depois daquele fato, vieram oficialmente à mídia para dizer que o processo das capas estava totalmente correto. Mas, aí, o objetivo já havia sido atingido.

    Infelizmente, cenários como esses, só traduzem a qualidade das relações que reinam na corporação, caracterizada pela desunião, pelo desrespeito mútuo (de TODOS para com TODOS) e, consequentemente, um enfraquecimento institucional e de seus próprios integrantes que acabam por servir de chacota para toda a sociedade (veja-se o caso do boneco em Brazlândia).

    Por outro lado, pergunto-me se alguém está colocando atenção às mordomias, gastos supérfluos, desmandos e outros desvarios que estão, neste momento, ocorrendo entre aqueles mesmos órgãos que, entre outros, questionam as decisões que são tomadas na corporação. Por exemplo: o TCU determinou o corte, pelo teto, dos salários de funcionários do Congresso Nacional, não? Entretanto, os mesmos ministros (e o “m” minúsculo é intencional) que assim determinaram, até onde sei, sem exceção, ganham muito mais que o teto. Interessante, não?

    Outro exemplo: o MPDFT que deve zelar pela lisura e uso racional e eficiente dos recursos públicos e que vive por aí em busca de cabeças para o cadafalso, vive, em suas instalações um verdadeiro fausto de regalias e mordomias. Há lá (como em vários outros órgãos), por exemplo, uma lanchonete com garçom a disposição e quitutes, lácteos e chás das mais variadas espécies para que os senhores promotores se deleitem quando bem entendam no decorrer de seus árduos dias de trabalho. Houve ocasiões, entretanto, esse mesmo MPDFT questionou o café que se adquiria na PMDF para servir a convidados e, por que não, aos próprios integrantes da organização em seus locais de trabalho.

    O que me deixa “pau da vida” é exatamente essa porcaria de hipocrisia que reina entre nós em que, por exemplo, um capitão (SP) que evita um assalto vai imediatamente punido por, provavelmente, ter colocado a vida do meliante em perigo. De um outro lado, entretanto, aqueles que vivem se locupletando, em todos os três poderes, com os recursos públicos, continuam por aí, rindo de nossas pobres e desavergonhadas caras.

    E, quanto mais alimentarmos a mídia e aqueles que tem nos usado como trampolim para seus próprios interesses, mais estaremos colaborando para a derrocada de uma instituição que merece respeito, e muito, ainda que, tal como qualquer outra, tenha suas maçãs podres.

    Curtir

  4. FILIPPI

    Curioso! Já ganhei diversos brindes de vários órgãos do GDF como agenda, caneta, boton, xícara e tais órgãos nunca foram citados na mídia por isso. Qual o problema com a aquisição de pendrives, cujo a licitação está dentro da legalidade?
    A POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL tem sim que fazer seu markenting constantemente e fortalecer sua comunicação. Já passou da hora de implementarmos estas vias. “Propaganda é a alma do negócio”. Mas criticas fazem parte, só não podemos deixar nos abater. Sugiro da próxima um bloco de notas em que todas as folhas tenham o logotipo e o nome gigantesco da PMDF para que fique na mesa de muita gente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s