Big Brother: mais 15 áreas no DF terão câmeras de vigilância

A filosofia de policiamento inteligente tem por objetivo a eficiência, eficácia e efetividade das ações policiais, tendo como base os anseios da comunidade. Sabemos que segurança pública se faz com a redução dos espaços de atuação dos criminosos. Como?

A sociedade cada vez mais espera uma polícia que previna os crimes e outra que possa agir de maneira inteligente por meio de uma repressão qualificada, sempre buscando a identidade dos marginais e materialidade do crime, ou seja, provas que possam colocar os culpados na cadeia.

A busca de tal eficiência, eficácia e efetividade pode ser feita por meio de ações diárias das corporações policiais aliadas a investimentos pontuais em viaturas, instalações de câmeras, espalhamento de postos comunitários de segurança, implementação de projetos sociais voltados para a comunidade dentre vários outros.

Segundo do jornal Destak Brasília, do dia 30 de setembro de 2013, reportagem de Jane Rocha, a secretaria de segurança pública irá instalar câmeras de vigilância em mais de 15 regiões do Distrito Federal até o final do ano. As cidades beneficiadas serão: SIA, Octogonal, Sudoeste, Cruzeiro, Taguatinga, Ceilândia, Guará, Samambaia, Recanto das Emas, Núcleo Bandeirante, Águas Claras, Candangolândia, Varjão, Lago Norte e Riacho Fundo I e II.

Atualmente, o DF possui apenas 37 câmeras nas ruas, instaladas na área central de Brasília há mais de um ano, mas a pasta planeja elevar para 835 (oitocentos e trinta e cinco) equipamentos até o final do ano, um aumento de 2.156%, basta saber qual será o custo benefício de tudo isso.

c_ate_39,2_5817381

Serão investidos R$ 26 milhões na aquisição das câmeras. Pelo jeito são modernas, pois possuem sensor térmico, capacidade para identificar placas de veículos a distância, além de contar o número de pessoas em determinado espaço.

A instalação dos equipamentos está prevista para começar em breve. Segundo informações, a partir do próximo mês, a secretaria e a empresa contratada para instalar os aparelhos irão se reunir para definir, com base no mapeamento das áreas com maior número de ocorrências de crimes, o local exato onde os novos aparelhos serão instalados. Esperamos que os critérios sejam diferentes daqueles utilizados para instalação dos postos comunitários de segurança. E que realmente tenham estudos sérios para tal fim.

A secretaria de segurança não sabe informar quantas câmeras funcionarão em cada cidade, mas o governo Agnelo Queiroz, disse que, somente em Ceilândia, serão mais de cem aparelhos em pontos estratégicos. Em 2014, mais 765 (setecentos e sessenta e cinco) câmeras devem ser adquiridas e instaladas.

Esperamos que as câmeras sejam de propriedade da secretaria e que não ocorra a retirada delas no “final de algum contrato”, como já ocorrerá anteriormente. Quem irá operar tais equipamentos? Quem fará a manutenção das câmeras? A quem elas pertencem? São perguntas que merecem respostas.

cameras_seg_diversas

Anúncios

1 comentário

Arquivado em policiamento inteligente

Uma resposta para “Big Brother: mais 15 áreas no DF terão câmeras de vigilância

  1. Sergio Santos

    Elas são aquelas do desenho animado que que veem com duas mãos mecânicas e prendem os indivíduos desviantes na mesma hora? Caso o contrário não vai adiantar sem a presença dos guardiões.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s