Homenagem a primeira turma de praças da PMDF (Brasília) de 1967

Ontem (19/05/2013) tive uma grande lição ao ver a união da primeira turma da PMDF de 1967. Percebi o quanto a dificuldade une as pessoas.

primeira turma de praças

Percebi o quanto minha turma e meu pelotão deixa a desejar nesse aspecto. Poderíamos seguir o exemplo. Quem sabe um dia não iniciamos o que eles já fazem há anos.

quadro da turma meia sete

Foi lindo ver a alegria desses homens que ajudaram a criar o alicerce para o que temos hoje. Ver as famílias unidas e o respeito que um tem pelo outro foi um verdadeiro aprendizado.

encontro meia sete dois

Foi uma grande honra ouvir alguma dessas histórias. Fiquei impressionado em saber que eles entraram em 1967 e que em 1977, quando nasci, eles já eram em sua maioria subtenentes. A maioria foi para reserva em média em 1995, quatro anos antes do meu ingresso na Corporação.

em forma meia sete

Precisamos resgatar nossa memória. Saber de onde viemos, conhecer as dificuldades e conquistas daqueles que nos antecederam. O que me impressionou foi a alegria, união e gratidão de cada um desses homens. Grandes exemplos!

sentido meia sete

Um povo sem história tem dificuldade de construir o próprio futuro. Precisamos saber de onde viemos (quem somos) para saber quem queremos nos tornar (quem seremos). Precisamos saber quem construiu as bases que nos dão sustentação hoje.

soldado meia sete

Precisamos aproveitar que ainda temos policiais da primeira turma para fazer uma pesquisa, conhecer suas histórias, seus dramas, suas conquistas! Aprender com eles! Ouvir os heróis anônimos que fizeram a segurança de nossa cidade. Tanto praças, quanto oficiais. Temos história, precisamos conhecê-la. Uma sugestão para o INSTITUTO DE CIÊNCIAS POLICIAIS.

faixa turma meia sete

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em polícia militar

6 Respostas para “Homenagem a primeira turma de praças da PMDF (Brasília) de 1967

  1. Geunivaldo pereira dos santos

    Quero parabenizar essa turma de praças da PMDF de 1967 pois sei que eles tem muito o que contar para os jovens e exemplos tambem e acho que não só eles mas toda classe trabalhadora deveria tirar um dia no ano para fazer esse tipo de confraternizaçao principalmente de turmas antigas pois a finalidade é de bater papo e botar as conversas em dias.
    Parabens mais uma vez.

    sim eu estava esquecendo quero parabenizar tambem a costureira que fez o uniforme do boneco pois ela é muito competente . e muito profissional.

    Curtir

  2. Pingback: Um povo que não conhece o seu passado tem dificuldade de construir seu futuro! As praças de 1967 nossa homenagem | Aderivaldo Cardoso

  3. Pingback: Um povo que não conhece seu passado tem dificuldade de construir seu futuro! |

  4. José Wilson de Menezes

    Eu queria saber noticia do coronel Bastos, tenho muita saudade dele e Capitão willer na epoca 1983.1984
    .1985 Menezes 34 curso

    Curtir

  5. Juraci de Souza Guanaes

    Parabéns por estas recordações, só nois os 67 sabe que existe valor nestas conquistas., .
    Bravíssimos guerreiros.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s