Precisamos de um aumento real de efetivo na PMDF

Nesta quarta-feira, a Polícia Militar do Distrito Federal recebeu 56 Bases Comunitárias Móveis para reforçar o policiamento nas regiões administrativas do DF. As bases funcionarão em veículos do tipo “van”, acompanhadas de duas motocicletas, um carro e oito policiais. O investimento foi de R$ 8,764 milhões.
Essas unidades terão uso intensivo nos grandes eventos, como na Copa do Mundo de 2014 e na Copa das Confederações, daqui a exato um mês.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

946497_608796722463675_2056297247_n

Cada vez que vejo notícias falando sobre novas “modalidades” de policiamento fico empolgado, imaginando de que forma serão empregadas, se o efetivo é compatível, se os policiais da “base” estão envolvidos, se as outras modalidades ficaram comprometidas ou serão abandonadas, dentre outros questionamentos. Outro fator é que as AÇÕES de policiamento comunitário, se considerarmos que o objetivo do “POLICIAMENTO COMUNITÁRIO” é a aproximação entre a polícia e a comunidade, visando uma maior eficiência, eficácia e efetividade de tais ações, podem ser feitas em qualquer modalidade de policiamento.

O projeto de “postos policiais” previa inicialmente 300 (trezentos) postos, cada um contendo 16 (dezesseis) policiais, o que daria mais de 4 mil policiais por dia.  Tiveram uma excelente ideia, mas esqueceram de analisar o principal: o efetivo disponível diariamente, além daquele ligado a outras atividades que podem parar, caso não tenhamos efetivo disponível. O projeto atual de Bases comunitárias móveis necessitará de aproximadamente 448 (quatrocentos e quarenta e oito) policiais dia para atender a demanda (56×8=448).  E as outras modalidades? Quantos policiais serão necessários no POG? Quantos policiais serão necessários nas viaturas? Quantos policiais serão necessários para o atendimento interno (expediente) e nas unidades especializadas?

321456_496729333711752_166657428_n

As bases comunitárias de segurança pública são complementares a todas as outras modalidades. Um ponto que ninguém toca é que precisamos discutir URGENTEMENTE o AUMENTO REAL  de NOSSO EFETIVO. O Distrito Federal cresceu, mas o efetivo não. Focamos em redistribuir nossas vagas internamente para dar fluidez as nossas promoções, nada mais justo, a fonte secou, agora precisamos de outra alternativa, de preferência que atenda as nossas demandas e as da comunidade.

Em São Paulo existe um método interessante para calcularmos o efetivo necessário para atender a determinadas demandas. Há alguns anos, quando discuti o tema aqui no blog, verifiquei que o efetivo ideal para o Distrito Federal orbitaria entre 23 (vinte mil) e 26 (vinte seis) mil policiais ostensivos. O aumento real de efetivo daria fluidez aos quadros e facilitaria a distribuição do efetivo no território. Precisamos avançar!

aisp

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em polícia comunitária

2 Respostas para “Precisamos de um aumento real de efetivo na PMDF

  1. Adilson

    Precisamos URGENTE de aumento REAL em nossa IRREAL remuneração.

    Curtir

  2. rafilsikis

    Será que chamaram todos inclusive os excedentes do concurso PMDF 2012/13 devem sobram aproximadamente 1600 candidatos após todas as fases.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s