A Polícia de Brasília não tem duzentos anos! Somos uma das polícias mais jovens do Brasil

Olá queridos leitores, hoje quero tocar em algumas feridas para ver se podemos limpá-las e curá-las. A frase de um cadete ontem ao me agradecer por um texto publicado no Blog que ajudou a “mudar” a visão na academia me fez refletir sobre algumas coisas. Ele disse: “as pessoas já viram que a policia esta mudando, alguns não querem acreditar!”

Postei a frase no Facebook e um comentário me chamou a atenção. “Depois de 200 anos…..mas nunca é tarde, a mudança é sempre bem vinda, principalmente quando é pra melhor.” A ideia que nos foi passada de que temos duzentos anos mais nos atrapalha do que nos ajuda.  Mais importante do que saber de onde viemos é saber onde estamos. O discurso de que temos duzentos anos mais nos atrapalha do que nos ajuda. A polícia começou a sua profissionalização há duzentos anos. Eu diria que a polícia francesa é nossa bisavó, a polícia do Rio de Janeiro é nossa avó, a GEB (Guarda Especial de Brasília) nossa mãe. Somos filhos mais novos de três gerações dentro de nossa própria corporação. Precisamos refletir sobre isso, somos uma das polícias mais jovens do Brasil, mas também uma das mais modernas e evoluídas…

Na psicanálise utiliza-se o termo “matar internamente os PAIS” para podermos crescer, amadurecer. Afirmo sem medo de errar aqui: precisamos matar nossos “pais” (passado) para podermos avançar, precisamos falar mais do futuro e menos do passado. Superar diferenças para construir o futuro. É hora de mudarmos!

Se a mudança e difícil e lenta em nossa vida, mesmo quando nos esforçamos para abandonar hábitos ruins, ou para nos adaptarmos a fazer coisas novas, imaginemos agora a mudança em uma instituição composta por varias pessoas diferentes cada uma com um interesse distinto.

É hora de reflexão e organização! Vamos juntos construir a mudança que sonhamos!

Separados somos fortes, juntos somos imbatíveis!

555069_458903654180225_1526752612_n

Texto polêmico: O PROCESSO DE INFANTILIZAÇÃO NA PMDF

https://aderivaldo23.wordpress.com/2012/10/15/o-processo-de-infantilizacao-na-pmdf/

História

A história da Polícia Militar do Distrito Federal começa no século XIX, com a vinda da corte portuguesa para o Rio de Janeiro, por causa do bloqueio continental e da invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão Bonaparte. Dom João VI, o príncipe regente, e sua corte necessitariam de uma grande estrutura no Brasil-Colônia e, com isso, promoveu-se um grande desenvolvimento no País com a abertura de portos, a criação da Biblioteca Pública, do Arquivo Militar, da Academia de Belas Artes, do Jardim Botânico e de outras instituições que estruturam o país.

Com os elementos da Guarda Real da Polícia de Lisboa – uma instituição militar mas, subordinada à Intendência-Geral da Polícia – que vieram para o Brasil e segundo os seus moldes , em 13 de maio de 1809, Dom João VI cria a Divisão Militar da Guarda Real de Polícia do Rio de Janeiro, primeiro núcleo da Polícia Militar do Distrito Federal, que tinha a missão de guardar e vigiar a Capital de então a cidade do Rio de Janeiro. Essa divisão também foi chamada de Corpo de Quadrilheiros.

Após ser rebatizada algumas vezes, a Polícia Militar do Distrito Federal foi transferida do Rio de Janeiro para a nova sede da capital da república no Planalto Central, Brasília. Em agosto de 1965, o diretor do então Departamento Federal de Segurança Pública baixou normas para que o comandante geral da corporação, naquela época sediada no Estado da Guanabara, instalasse, na nova sede da Capital Federal, uma unidade administrativa com efetivo orgânico de uma Companhia de Polícia Militar. A finalidade dessa companhia era executar o serviço de trânsito do DF.

A PMDF foi instalada definitivamente na nova sede da capital somente em 1966, com militares que optaram por permanecer na PMDF e que aguardavam o seu remanejamento do Estado da Guanabara para o planalto central, oficiais da reserva do Exército Brasileiro (R/2), oriundos da extinta Guarda Especial de Brasília (GEB), organização esta fardada mas de carater civil e mais alguns remanejados de outras instituições de segurança pública, em virtude da reorganização do DF em Brasília.

Nesses 200 anos de existência, a Polícia Militar do Distrito Federal dedica-se à segurança pública da capital federal, atuando em todas as regiões do DF e trabalhando dia e noite para o seu bem-estar, sempre sob o lema: Polícia Militar do Distrito Federal – muito mais que segurança.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pol%C3%ADcia_Militar_do_Distrito_Federal

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Reflexão

Uma resposta para “A Polícia de Brasília não tem duzentos anos! Somos uma das polícias mais jovens do Brasil

  1. Sgt Alberto Oliveira

    Maravilhoso o conteúdo, tenho orgulho de ter sido seu aluno.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s