As disputas internas e a influência política na Corporação

É um absurdo ver o “Patamo” ser despejado do setor policial sul e ser transferido para o Lago sul, lugar de difícil acesso para os policiais, pelo jeito a comunidade próxima não está muito satisfeita em recebê-los. Perder a área que seria o “setor policial norte”, no SOF/Norte, também foi complicado. O “despejo” da Rotam, também merece atenção. Algo precisa ser feito com urgência. As autoridades locais precisam ser acionadas e se posicionar.

Atualmente está rolando nas redes sociais um texto que irei reproduzir aqui. Não sei quem é o autor, mas sei que o fato realmente está ocorrendo por lá. É importante sabermos o que está acontecendo nos bastidores e resolver tais lides, pois elas prejudicam a toda a Corporação.

CRIANÇAS FARDADAS

BATALHÃO DE ELITE DA PMDF PODERIA ESTAR SENDO PREPARADO PARA ATENDER A FINS PESSOAIS E POLÍTICOS

A ROTAM, quartel da PM que mais apreende armas, prende bandidos e que é considerado o grupo policial mais efetivo para a redução de criminalidade no DF, quase foi usada em um esquema de interesse, no mínimo, duvidoso. O Batalhão, há alguns anos, parecia estar sendo oferecido insistentemente ao Deputado Evandro Garla, do PRB, fato que despertou desconfianças. Diversas fotos que ligam o Batalhão ao Deputado ainda circulam na internet. Mas por que apenas a ROTAM?
Depois disso, outro membro do PRB assediado, Roberto Wagner, Secretário de Governo de Agnelo, quase caiu na armadilha do grupo dos gulosos e, por muito pouco, esteve perto de alugar uma casa de sua propriedade para a PM da Capital Federal. Sem saber de reuniões clandestinas em que até oficiais participavam de rodinhas para falar mal e articular a saída de mais um comandante, o Secretário escapou de ficar em maus lençóis.
Orkut e outras redes sociais também foram usadas para tentar abalar a tropa dos homens do uniforme camuflado. Falsos detalhes internos do quartel e manchar o nome de colegas também valia. O jogo de poder e os ensaios para desacreditar quem desagradasse ao grupo eram levados muito a sério.
Os articuladores, alguns de dentro da própria ROTAM, chegaram a usar sua influência e contatos no passado para trocar e destrocar os Coronéis comandantes da tropa. O fato que pode ser comprovado em mudanças de chefia e demissões sumárias para lá de intrigantes. Um dos comandantes ficou 48 horas no quartel, dada a força que o grupo conseguiu demonstrar que possuía.
Parece que alguém estava mais atento que o normal. A tramóia foi desvendada. Tudo seria finalizado, dizem, com os policiais daquele quartel sendo oferecidos pelos mentores da articulação como massa de manobra. Eles acreditariam piamente estar agindo corretamente mas, na verdade, seguiriam uma liderança lotada de interesses escusos.
Os impostores foram vistos e, quiçá, fotografados transitando com muita desenvoltura nos corredores da Câmara Legislativa do DF. Fontes garantem que, assim que souberam de seu afastamento, teve gente que pertencia aos quadros da ROTAM que ficou abalada até psicologicamente. Juraram que vão correr atrás do prejuízo, custe o que custar. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.
Ao que tudo indica os céus continuam favorecendo aos parlamentares do PRB e ao Batalhão de ROTAM.

(Autor desconhecido – Retirado de uma rede social)

Onde há fumaça há fogo…

Imagem2

Saiba mais:

http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=277185175641042&id=184411438268035

http://conscienciapoliticadf.blogspot.com.br/2011/08/deputado-evandro-garla-prestigia-rotam.html

http://conscienciapoliticadf.blogspot.com.br/2012/08/formatura-do-5-curso-operacional-de.html

http://www.blocoptprb.com.br/noticias.php?id_noticia=663

http://camaraempauta.com.br/portal/artigo/ver/id/566/nome/Evandro_Garla_PRTB__que_fazer_manifestacao_no_DF_contra_a_legalizacao_da_maconha/termo/Esporte/page/7

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Política

2 Respostas para “As disputas internas e a influência política na Corporação

  1. NOTA DE ESCLARECIMENTO DO BATALHÃO DE ROTAM

    Foi postado em diversas redes sociais, recentemente, informação apócrifa acerca de envolvimento de pessoas componentes do efetivo da ROTAM, e também de fora da PMDF, em situações que ensejavam possíveis desvios de conduta. Mencionou-se inclusive nomes de parlamentares e membros do executivo local. Diante disso, e em respeito a nossos companheiros de outras Unidades Policiais Militares e ao cidadão do DF, a quem nós servimos e protegemos, é importante esclarecer que:
    1. Este Comandante tem a declarar que, até onde temos notícia, o parlamentar citado na mensagem que circula na internet, Deputado Evandro Garla esteve, sim, presente em eventos de nossa unidade. No entanto, em nenhum momento, houve qualquer conduta de sua parte que minimamente ensejasse desvios, quaisquer que sejam eles. A todo instante o que se observou foi o seu interesse em ajudar, pelo campo da Segurança Pública, a comunidade do Distrito Federal;
    2. Da mesma forma, os contatos feitos para a locação de imóvel para o Batalhão, por intermédio da Imobiliária Inova, transcorreram de maneira transparente e correta, não havendo por parte do proprietário, identificado como digno Secretário de Estado, qualquer interferência. O fato pode ser perfeitamente comprovado pela não locação da área. Ressalte-se que documento da Comissão de Valores Imobiliários indicava que os aposentos tinham classificação COMERCIAL/RESIDENCIAL. Porém, em consulta adicional feita à Terracap, o local obteve classificação EXCLUSIVAMENTE RESIDENCIAL. Tudo está devidamente documentado e assinado pelo eminente conselho daquela autarquia do GDF. Consultas foram feitas a assessores da área jurídica vinculada ao campo de contratos da PMDF, ficando clara a impossibilidade de uso daquele endereço para estabelecer nosso futuro quartel. Se em algum momento houve outros interesses por parte de quem quer que seja, isso não ficou explicitado e muito menos foi ventilado;
    3. Aos componentes do Legislativo e Executivo acima citados, Por entendermos sua importância no cenário político do DF, mesmo que não tenhamos tido qualquer parcela de culpa no que fora divulgado, ficam nossos sinceros pedidos de desculpas. Isso ocorre como hipoteca de respeito às instituições constituídas e, adicionalmente, dada a natural fidalguia de nosso efetivo policial militar;
    4. Já existe outra área sendo contatada para locação. Buscaremos, conforme determinação do Comando da Corporação, dar total dignidade de trabalho aos componentes da ROTAM;
    5. Este Comando não se manifestará sobre eventos passados atribuídos a grupos que pertençam ou tenham pertencido ao Batalhão. Contudo, cabe ressaltar que não faz parte dos valores da Polícia Militar se valer de qualquer ação que esteja fora dos ditames legais, para benefícios pessoais ou de grupos. Transferências que tenham sido ou sejam feitas futuramente, como foi mencionado, ocorrem exclusivamente para a melhoria da gestão institucional ou adequações de clima organizacional;
    6. Sobre outros fatos narrados no documento digital distribuído pela internet (nomeações, exonerações, fotos, vídeos, outros), nenhum deles se refere ao que ocorreu nos últimos 10 meses, período em que a Unidade está sob responsabilidade direta deste Comando. Portanto, não cabe manifestação;
    7. Todo o restante, no que se refere a assuntos de cunho interno, será obviamente tratado pela instância adequada da Polícia Militar, a Corregedoria da PMDF;
    8. Continuo acreditando nos meus colegas policiais que fazem parte da ROTAM. São homens e mulheres dignos de respeito. Nenhum policial militar, em especial os VERDADEIRAMENTE ROTANZEIROS, coadunam com condutas ilegais ou desviantes, de forma que temos a certeza de que nossa confiança não foi ou será abalada, diante de qualquer fato interposto contra nossa Unidade Policial, direta ou indiretamente;
    9. Como pacificadores sociais que somos, o Batalhão de ROTAM continuará atuando insistentemente no apoio a nossos companheiros de farda e na proteção da população do Distrito Federal, como temos feito diuturnamente. Essa é a forma que conhecemos de ajudar a construir uma Brasília com um futuro melhor;
    10. Relembramos que toda e qualquer ajuda, desde que legítima, legal e de acordo com os ditames do Comando da Corporação, será sempre muito bem vinda.

    Meus respeitos a todos e em especial aos que nos avisaram e socializaram aquele documento, mesmo que sem uma válida procedência.

    Tenente Coronel Leonardo Sant’Anna – Comandante do Batalhão de ROTAM

    Curtir

  2. POLICIAL SEMPRE EM BUSCA

    É TOTAL DIVISÃO, NÃO É MAIS POLICIA MILITAR E SIM ROTAM, GTOP E ETC ETC ETC………..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s