PM do DF que doar sangue em dia de serviço terá de compensar folga

Portaria também limita número de policiais que doam sangue, diz Comando.
Associação de Praças diz que é contra nova regra e que medida não é justa.

Policiais militares que atuam em regime de escala e que queiram doar sangue em dia de serviço terão de compensar o dia de folga previsto para esses casos. A portaria regulamentando a doação foi publicada na última terça-feira (5).

Quem doa sangue tem direito a um dia de folga, sem desconto no salário, para recuperação do organismo.
Segundo o chefe do Estado Maior, órgão de planejamento da PM, coronel Francisco Niño, a medida não vale para policiais que atuam todos os dias, no setor administrativo ou em regime de seis horas trabalhadas para 18 horas de folga.
“O que estamos fazendo é regulamentando a doação de sangue, para não haver prejuízo para o atendimento à população. Quem trabalha em um sistema de 24 horas por 72 de folga, vai poder optar por antecipar a compensação para o dia anterior ao trabalho ou trabalhar no dia seguinte à doação. O mesmo vale pra quem trabalha no sistema de 12 horas por 36. Esse sistema é muito parecido com o de qualquer trabalhador brasileiro. Não há injustiça e isso foi conversado com os policiais”, afirma Niño.

A portaria prevê ainda um limite diário no número de policiais que podem fazer a doação. Desde terça-feira (8), apenas 5% do efetivo em serviço podem doar sangue. Segundo o coronel da PM, a corporação conta hoje com cerca de 2.800 homens trabalhando por dia. Isso significa que 140 policiais estão aptos  a doar sangue a cada dia.
“Esse número coincide com a capacidade diária do hemocentro. Não vai faltar sangue e também não vai haver prejuízo no atendimento. Sem a regulamentação, existe a possibilidade de muitos policiais decidirem fazer a doação no mesmo dia, prejudicar o atendimento à população e saturar a capacidade do hemocentro”, diz Niño.
O G1 procurou o presidente da Associação de Praças Policiais Militares (Aspra), Manoel Sansão, para falar sobre a portaria regulamentando a doação de sangue por parte de PMs, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.
À reportagem do DF TV 2, Sansão afirmou que a associação é contra a nova regra. “Fizeram isso tentando dificultar os policiais porque o policial ao doar sangue ele tem que folgar no dia da doação de sangue. É mais que justo.”

Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2013/02/pm-do-df-que-doar-sangue-em-dia-de-servico-tera-de-compensar-folga.html

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Tira dúvidas

2 Respostas para “PM do DF que doar sangue em dia de serviço terá de compensar folga

  1. Flávio

    A consequência anunciada é que a tropa passe a rejeitar pedidos de doação de sangue, Deus queira que isso não aconteça. O Hemocentro está temeroso.

    Curtir

  2. Conversou com os policiais? El nino és um fanfarrão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s