Rede de Proteção Policial – Um só corpo, uma só família…

No dia 23 de janeiro mais uma vez vi a importância dos amigos na polícia militar. Por volta de 19h entraram na garagem da minha cunhada e tomaram o carro dela por assalto. Colocaram a arma na cabeça dela e fugiram com o carro. Ela me ligou de imediato e eu postei no facebook. Várias ligações começaram a chegar. Amigos do GTOP, comandantes de unidade, amigos do PATAMO, ROTAM e BPCães se colocaram à disposição. Fiquei muito feliz. Ocorreu um verdadeiro cerco em Taguatinga, Ceilândia, Riacho Fundo, Bandeirante e Guará. Parecia uma verdeira rede de protecão policial, um só corpo, uma só família. Infelizmente os bandidos fugiram…

531471_564677440208937_401306886_n

Passei duas semanas visitando desmanches, fazendo contatos, indo as quadras da Asa Norte onde costumam abandonar veículos roubados ou furtados, até esfriar as coisas. Passei um domingo inteiro tentando achá-lo. Sempre em contato com amigos, dentre eles o Silva Sá do GTOP de Ceilândia e o Alexandre Ribeiro do GTOP de Taguatinga.

551428_564672010209480_119408735_n

A Fé também ajudou. Toda a família estava em jejum em oração pedindo a Deus para nos ajudar, pois o carro não tinha seguro.

600566_564691480207533_78422941_n

Ontem por volta de 18h30min minha cunhada ligou dizendo que viu um carro semelhante ao dela com placa de Anapólis rodando perto da casa dela. Parei tudo que eu estava fazendo e desci para lá.

Mapa da Criminalidade

Me ligaram informando que havia um carro suspeito com dois elementos dentro rondando uma quadra da QNE 09 de Taguatinga, deixei meus afazeres e fui para lá, isso por volta das 18h40min. Liguei de imediato para o 190, que demorou muito a atender, quando pedi para falar na mesa do batalhão da área me informaram que não poderiam me apoiar pois só havia uma viatura na área, segundo o operador da mesa estava no horário da troca de guarnição. Liguei para alguns amigos e informei que estava indo sozinho para o local. Chegando lá vi os vagabundos e pedi novamente apoio, pois o carro era muito parecido com o roubado. Me foi negado o apoio e não verificaram as placas alegando que o sistema estava fora do ar. Liguei para um amigo do meu pelotão que estava de folga e trabalha na área, que de imediato ligou no batalhão e fez contato com a única viatura da área que me atendeu prontamente. Quando chegaram fomos e verificarmos que realmente era o carro.

policial_amigo

Só tenho a agradecer a Deus e ao CB Alexandre Ribeiro, do meu pelotão, que ligou no quartel e fez contato direito com o GTOP “A” que de pronto foi me apoiar. No final a placa era clonada e tinha várias multas em três ciadades diferentes de São Paulo.

Agradeço o GTOP 22 “A” pelo apoio na ocorrência onde recuperamos  o LOGAN roubado semana passada. Agradeço aos amigos: CB Alexandre ribeiro, SGT C. Ferreira, SGT Silva Brito, CB Afonso e CB Richard. Infelizmente se eu dependesse do 190 não teria recuperado o veículo. Quem tem amigos tem tudo!

551428_564672010209480_119408735_n

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Tira dúvidas

3 Respostas para “Rede de Proteção Policial – Um só corpo, uma só família…

  1. FILIPPI

    Aconteceu comigo o ano passado, 190 não funciona!
    Um um trio de adolescentes do Paranoá estava olhando dentro dos carros estacionados perto de casa. Moradores me pediram ajuda para verificar a situação, pois sempre a furto de veículos no local.
    Como estava sozinho, liguei para o 190 para pedir apoio e tentei diversas vezes o contato no 190, só 22min.
    Posteriormente tentei no Batalhão, e também não obtive êxito, só chamava.
    À época, ouvi dizer que a PMDF não havia renovado o contrato com a operadora.
    Enfim, abordei sozinho e alguns expectadores me ajudaram de longe para simular número de efetivo. Nada constatado. Adolescentes seguiram, para suas casas.
    Início desse mês, em um restaurante com a família, numa segunda feira, por volta das 21h, dois homens, com tatuagens no braço feitas dentro de penitenciária, ébrios, entraram dentro do restaurante e começaram a incomodar todos os clientes, depois ameaçaram o garçom e por fim entraram em luta corporal no meio da rua. Um saiu e disse que ia pegar um “negócio para acertar as contas com o outro”.
    Em vez de passar raiva ligando para o 190, preferi tentar ligar no Batalhão, de pronto fui atendido e em menos de 05min chegaram 02 vtrs do GTOP e 01 ostensiva. Só não conhecia 02 policiais que eram novatos no Batalhão, os outros foram colegas de labuta de patrulhamento.
    Um vagabundo abordado e orientado a ir para casa e o outro abordado na quadra seguinte.
    Minha sorte: foram apenas pertubações.
    Conclusão: não espere contato ao ligar no 190. Solicite apoio direto no Batalhão. Se não houver possibilidade ligue a um colega e peça para que este faça o contato com alguém.
    Com certeza esse tempo será menor do que esperar o contato no CIADE.
    Saliento que já tive situações semelhantes quando em patrulhamento, pois não tinha condições de voltar à VTR para fazer contato pelo rádio!

    Curtir

  2. silva sa

    É isso meu amigo aderiva estamos aqui se precisar pode contar.

    Curtir

  3. REGINA

    POR INCRIVEL QUE PAREÇA LEVARAM O CARRO DO MEU FILHO DA FRENTE DA MINHA CASA EM POA RS EM IPANEMA UM FOCUS 2013 PLACAS ITX 2857 NAO TINHA SEGURO ATE HOJE ESTAMOS SEM CARRO FOI ROUBADO DIA 23 10 13 E UMA PENA ISTO E O BRASIL , ESPERANÇA E A ULTIMA QUE MORRE PODE SER QUE AINDA APAREÇA regina poa rs. incrivel tu tens amigos ………….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s