Governo de SP proíbe PM de socorrer vítimas de confrontos

08/01/2013 07h21 – Atualizado em 08/01/2013 08h52
 
Medida visa garantir a preservação dos locais do crime, diz SSP.
Atendimento só poderá ser feito por serviço especializado, como o Samu.

duvida

Vítimas de confronto com a polícia não poderão ser mais socorridos pela Polícia Militar. Uma resolução da Secretaria da Segurança Pública (SSP) publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (8) prevê que somente os serviços médicos e para-médicos de emergência, como o Samu, socorram essas vítimas. A medida também prevê que os PMs não poderão socorrer vítimas de crimes violentos, como tentativas de homicídio e de latrocínio.

Segundo a SSP, a medida visa “salvaguardar a saúde das vítimas, como já ocorre nos acidentes de trânsito, e garantir a preservação dos locais de crime para a realização de perícia e investigações.”

Uma outra mudança prevista diz que os envolvidos nesses casos deverão ser apresentados de imediato na delegacia de polícia para as investigações.

Outra mudança que prevê a resolução o registro dos casos de resistência seguida de morte, que agora passarão a ser registrados como “morte decorrente de intervenção policial” ou “lesão corporação decorrente de intervenção policial”, seguindo a recomendação de uma resolução do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana.

Ação integrada
A resolução também estabelece outros parâmetros para a ação integrada das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica no atendimento das ocorrências. A partir de agora, em todos os casos que houver feridos, os policiais que primeiro atenderam as ocorrências deverão chamar uma equipe de resgate do Samu, ou serviço local de emergência, para o socorro imediato da vítima.

Em seguida, comunicar o seu centro de comunicações – no caso da PM, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), e no da Polícia Civil, oCentro de Comunicações e Operações da Polícia Civil (Cepol).

Quando o fato for atendido por PMs, após o aviso ao Copom, a informação deverá ser repassada ao Cepol e este, por sua vez, deverá acionar a Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) para a realização da perícia.

No entanto, se a SPTC tiver acesso por outros meios da notícia de um crime, deverá encaminhar imediatamente, mesmo sem a comunicação do Cepol, equipes para o local da ocorrência.

charge salário

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/01/governo-de-sp-proibe-pm-de-socorrer-vitimas-de-confronto.html

Breve comentário:

Bom, vi que em São Paulo começarão a fazer como já fazemos aqui em Brasília há muito tempo. Vejo como uma adequação a “normas internacionais”, que passam pelo Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana. Isso demonstra e reforça a desconfiança que o Estado de São Paulo hoje está tendo de sua força policial. Pelo jeito estão temendo o aumento de “autos de resistência”. Uma tentativa clara de controle do “Estado Policial”. O problema é que o Estado cria regras rígidas para proteger o cidadão, mas até ser preso o bandido também é “cidadão” e se beneficia de tais regras. O policial segue a lei e normas rígidas de conduta, o bandido age como quer, na hora que deseja. Não sofre nenhuma “penalidade”, com isso vejo um aumento da sensação de impunidade em nossa sociedade. A tendência é piorar para o nosso lado…

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Tira dúvidas

2 Respostas para “Governo de SP proíbe PM de socorrer vítimas de confrontos

  1. Jucelino

    Daqui a pouco os policiais do Estado de São Paulo irão ficar com medo de se deslocar para uma ocorrência devido a esta regulamentação rígida, pois irão colocar o seu emprego e o futuro de seus filhos em risco…
    Que Estado ou País é este, meu Deus, que dá mais crédito à bandidos que aos seus profissionais!!!

    Curtir

  2. Jucelino

    Desculpe-me, pois o certo é “deslocarem” para uma ocorrência…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s