Teoria da conspiração ou “erro da burocracia”? Omissão ou Perseguição ideológica? Um escravo em busca da carta de alforria…

Em nossa vida passamos por algumas fases. Na infância não temos noção da maldade humana. Acreditamos que somos pessoas boas, que fazemos o bem e que todos gostam da gente. Na adolescência percebemos que somos chatos e que algumas pessoas também são chatas, nem todos gostam da gente. Na fase adulta percebemos que nossa competência incomoda mais que nossa incompetência, que nosso fracasso interessa mais as pessoas que o nosso sucesso e que tem mais gente que não gosta da gente do que aqueles que realmente se importam com nosso bem estar.

Não acredito em “teorias da conspiração”, mas gosto de analisar os fatos. Já tive a fase de achar que sou um cara gente boa que quer o melhor para a PMDF e que por isso as pessoas gostavam de mim. Lêdo engano. Já tive a fase de não ter noção do alcance do Blog, do impacto do meu livro e das  palavras que escrevo nesse espaço virtual. Creio que eu esteja chegando na fase adulta dentro da Corporação. O mundo não é tão colorido e a vida não é tão fácil.

Nunca escondi minha posição de militante do Partido Democrático Trabalhista, nem minha militância pela reforma policial no Brasil, além do combate a violência policial. Não imaginava que incomodava, acreditava que estava sendo útil a nossa polícia e aos companheiros que tive contato em minha caminhada.

Em outubro do ano passado em uma campanha difícil elegemos um companheiro de partido, Deputado Distrital, quando fui convidado a compor seu gabinete. No segundo dia do início da legislatura um ofício foi enviado ao Presidente da Câmara solicitando minha requisição para ser Segurança Parlamentar, já que nós policiais não podemos exercer a função de assessoria parlamentar efetivamente, o ofício deveria ser encaminhado pela presidência da Câmara Legislativa para Casa Militar, dois ofícios foram enviados no mesmo dia, somente o meu foi encaminhado para a Secretaria de Governo, onde meus problemas começaram.

Em resposta, naturalmente, aquela secretaria informou que não era responsável por aquela pasta. O ofício chegou na PM em meados do mês de março e ficou “engavetado” na chefia de gabinete do GCG até eu ter uma conversa com a chefe da seção que “tramitou” a documentação, mas não surtiu muito efeito. Outro ofício foi enviado pela presidência da Câmara Legislativa, onde foi protocolado na Casa Militar e deu-se início ao processo no mês de abril. Chegando na Secretaria Geral da PM em 09 de maio desse ano, sendo novamente engavetado por (02) dois meses, até mais uma vez eu ter uma conversa com o chefe da seção que me explicou o “trâmite” legal. O que eu compreendi, até ver vários processos posteriores ao meu sendo passados na minha frente. Atualmente, meu processo encontra-se no DGP, há três semanas. Faltando apenas a assinatura do comandante geral em cima de uma mesa. Já o levaram três vezes para ser despachado pelo comando. A primeira vez subiu juntamente com a documentação do Major Silvestre, a dele foi para a Casa Militar e meu processo retornou para a “gaveta”.

Não desabafo aqui o fato de não ter ido ainda. Procuro compreender o porque o processo não segue normalmente dizendo apenas deferido ou indeferido. Nesse período tirei duas férias, abonos, recessos regulamentares e hoje vivo em um limbo, não estou onde deveria, nem em minha unidade, somente fisicamente. Preciso de uma solução simples, ou sim, ou não!

Saiba mais, lendo o Ofício que solicita minha requisição encaminhado para a Secretaria de Governo ao invés da Casa Militar:

Ofício Aderivaldo 

Sinto-me como um escravo em busca da CARTA DE ALFORRIA. Percebo como foi a luta e as dificuldades de meus ancestrais…

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Aderivaldo

15 Respostas para “Teoria da conspiração ou “erro da burocracia”? Omissão ou Perseguição ideológica? Um escravo em busca da carta de alforria…

  1. Forças Ocultas Aderivaldo ,forças ocultas….
    Mas na hora de resolverem o lado “deles”(?) as mesmas forças agem favoravelmente.

    Curtir

    • Aderivaldo Cardoso

      Companheiro Ronner, obrigado pelos comentários em sua aula sobre o Blog policiamento inteligente e seu blogueiro. Isso fortalece nossa amizade..rsrs
      Só não vale fazer campanha só pra sua chapa da CABE, esqueceu a nossa, pois CABE PARA TODOS transformar a polícia…kkkrs
      ABraço

      Curtir

  2. Aderivaldo Cardoso

    Esqueci de comentar. Um dia cheguei, em janeiro, no gabinete do Dep. Patrício e um assessor dele, sargento da PM (Michell), logo veio me questionando: “Você é Aderivaldo Cardoso que fica “dando porrada” no Patrício no seu blog?” – Respondi: “Só quando ele merecia, infelizmente ele mereceu muito!” – Ali senti que não seria fácil….

    Curtir

    • hauhauhauahua
      Desculpe a risada, mas não conhecia essa história. =)
      É meu querido amigo, a caminhada é longa e dolorosa, mas no fim verás que terá valido a pena.
      Para tudo aquilo que você almeja, é necessário que se tenha muito conhecimento, maturidade e boa dose de malícia. Tudo isso está sendo ensinado por esses cidadãos que hoje lhe embairreram a vida.
      Pobre deles. Mal sabem que ao fazer o que fazem, estão forjando e preparando o homem do futuro.
      Perseverança, paciência e fé meu irmão.

      Curtir

    • Roberto

      Parabéns Aderivaldo por ombrear-se com uma pessoa proba como o deputado Israel, aproveitando para declarar meu orgulho de ter um homem sério na CLDF (pena que é minoria, como ele só vislumbro o Wasny, o resto…).

      Curtir

      • Yo'el

        Desculpe-me, mas esse Israel(se for o do PDT), é um sujeito desrespeitoso e envergonha qualquer pessoa decente, em que pese os valores morais.
        Em uma palestra do movimento LGBT na FNAC no Park Shopping, ele chamou de mentirosos quem fala a verdade sobre a aberração que é o movimento gay, e que é preciso “barrar”, os “conservadores”, em uma clara manifestação contra a liberdade de expressão!

        Penso que, quem se alia a esse tipo de gente, deveria conhecer melhor essas mentes ditatoriais, que posam de “bonzinhos” para a sociedade.

        Eu mesmo não conhecia essa faceta vergonhosa desse deputado.

        Fonte:

        Curtir

  3. cb camara

    comunidades relacionadas parceria
    amigos do blg
    ofereço parceria com a comunidade pmdf abaixo:

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=12991258

    se possível coloque um atalho da comunidade aqui no blog
    que colocarei um atalho do seu blog na comunidade acima

    Curtir

  4. Yo'el

    É meu caro, quem nunca “peitou” o “sistema” nefando da PM e GDF/CLDF etc, e diz que não enfrentou perseguição, está mentindo ou parou de avançar!

    Curtir

  5. Myles

    Companheiro Aderivaldo, no fim do texto vc diz:

    “Sinto-me como um escravo em busca da CARTA DE ALFORRIA.”

    Se você tem oportunidade de assumir um cargo fora da PMDF, de ajudar não só sua instituição como também a sociedade do Distrito Federal, não tem porque você não encarar esse desafio.

    Mas nunca se esqueça que seu verdadeiro lugar é na PMDF, vestindo farda e ombreando com companheiros a missão de ser Policial. Não é certo achar que essa requisição é sua carta de alforria. Alforria como Policiais Militares só teremos quando conquistarmos dentro da PMDF legislações condizentes com o estado democrático de direito, coerentes com a realidade econômica do DF que possam proporcionar a todo efetivo condições adequadas de trabalho e proporcionalidade de benefícios.

    Sorte e sucesso…

    Curtir

  6. Paulo Silva

    Bom dia Aderivaldo,
    Lugar de policial é na Polícia. Quem fica cedido em gabinetes ou outras instituições que não seja a PMDF, são sanguessugas da população e, desculpe o termo, “Baba Ovo” , lacaio e capacho do Governo. Pelo que leio no seu Blog, vc não precisa disso e nem é assim. essas pessoas cedidas para outros órgãos não tem amor próprio e nem se respeitam!
    Pense nisso, abçs.

    Curtir

    • Aderivaldo Cardoso

      Obrigado amigo. Aprecio a sinceridade de cada um. Tenho refletido sobre tema. Creio que eu seja mais útil pra PM aqui. A liberdade de um homem não tem preço!
      Abraço

      Curtir

  7. Capitão Souza Júnior

    Parceiro, pode-se esconder muitas coisas nesta vida, porém, ninguem consegue esconder a competencia de um lider, cedo ou tarde ele vai aparecer e ser reconhecido. Lembre-se,
    que o que não o mata o fortalece. Mandela ficou preso durante 28 anos, período em que se aperfeiçou e fortaleceu seu espirito para liderança. Abraço amigo lider.

    Curtir

  8. Pingback: As três fases na vida de um líder! | Aderivaldo Cardoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s