Arquivo do autor:Aderivaldo Cardoso

Sobre Aderivaldo Cardoso

Aderivaldo Cardoso é um cidadão policial engajado, preocupado com a melhoria da segurança pública. Especialista em segurança pública, pós graduado pelo departamento de sociologia da UNB, autor do livro: Policiamento Inteligente: Uma análise dos postos comunitários de segurança pública do DF

Quem tem chance de ser eleito na PMDF?

O dia da eleição está chegando. E graças a Deus está ficando claro que minha coligação é uma das que tem melhores chances de eleger alguém. Não tenho dúvidas de que somente conseguirei ser eleito se eu for abraçado pela PM. Isso mesmo! Só posso ser eleito se houver união envolta de meu nome. As últimas análises deixam claro que muitos serão bem votados em nossa corporação, mas os erros na escolha das coligações deixarão muitos de fora. Correremos o  risco de não elegermos ninguém. Meu partido é o PHS/PT do B.

Vejam uma fala interessante do Gianelli, consultor político famoso no DF

“Deputado novo sairá desta coligação, que não apresenta nenhum nome que já tenha ocupado cadeira na CLDF. Olair Francisco, após ensaio na campanha Federal, desistiu de participar da eleição, pelo menos de forma ativa. Com vários candidatos de votação consistente em 2010, a coligação tem legitimidade em eleger um representante.”

10521654_811050268935336_8233997699610273704_n

ADERIVALDO CARDOSO 31190

CABO ELIOMAR RODRIGUES 20023
CAPITÃO AGUIAR 55191
CAPITÃO BRUNO 11007
Infelizmente o PP está na mesma coligação do PT onde encontramos grandes caciques: Chico Leite, Wasny, Chico Vigilante, Cláudio Abranches, Dr. Michel, Paulinho Roriz e outros…
CLAYTON DO NCP 55190
Infelizmente na coligação está o ex-deputado Milton Barbosa que teve mais de 11 mil votos na última eleição, irmão de Durval Barbosa o delator da caixa de pandora. Além disso, são apoiadores do Rogério Rosso, que quando governador quase arrebentou com a PM. O partido veio sozinho e possivelmente não conseguirá os 65 mil votos necessários para fazer um deputado.

CORONEL GIULIANO 22190

CORONEL JOOZIEL 51190

GUARDA JÂNIO 28000

O único PM eleito em minha opinião!

HERMETO 15190

O candidato está fazendo uma excelente campanha, mas permaneceu no PMDB. Um partido que veio sozinho, sem coligação. Lá encontramos velhos caciques. Figuras conhecidas e filhos de políticos de renome: Dep. Robério Negreiros, Dep. Wellington Luiz, Ex-dep. Wilson Lima, Ex-dep. Agnaldo de Jesus, Padre Katê, Rafael Prudente, Daniel de Castro, dentre outros com potencial. Para ser eleito o Hermeto terá que superá-los. Fala-se em 18 mil votos para ser eleito.

MAJOR CRUZ 54190

POLIGLOTA 25190

Não tenho dúvidas de que o Poliglota terá uma excelente votação, assim como o Aires Costa teve quando não foi eleito quando o PDT veio sozinho. O partido à época não tinha nomes expressivos, assim como ocorre com o DEM. O partido ficou isolado. Ninguém quis se arriscar no partido que deu origem ao “mensalão do DEM”. O maior puxador de votos na legendo é o TATU do BEM. É possível que o partido não atinja os 65 mil votos para fazer um deputado. Se fizer fala-se em 25 mil votos para o primeiro colocado ou uma boa média dos atuais candidatos 45 candidatos, que terão que superar a média de mil votos para cada um.

RICARDO PATO 22222

Escolheu uma coligação com grandes caciques: Dr. Charles, Bispo Renato e Ayton Gomes, dentre outros.

Com informações dos sites:

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Mensagem de apoio de Reguffe a Aderivaldo Cardoso – 31190

Na política amizade é algo muito raro. Poucas pessoas valorizam isso em nosso meio. Acredito que somos resultado de nossas escolhas e das pessoas a nossa volta. Ano passado não tinha a intenção de sair candidato, apesar de já me preparar para isso há um tempo. Todo meu planejamento estava focado para 2018. Quem me convenceu a sair candidato foi meu amigo Reguffe, após algumas conversas em seu gabinete.

image

Por ironia do destino acabei ficando fora da coligação dele, afinal minha coligação apoia outro candidato, mas me mantive leal a nossa amizade e ele a nossa. Ontem ele deu uma grande prova de grandeza ao sugerir um vídeo em apoio a minha candidatura. Fiquei lisonjeado, pois esta no vídeo o cidadão e amigo Reguffe, muito mais que o candidato Reguffe. Atitude que me faz admirá-lo e respeitá-lo ainda mais! Ontem no final da noite demos uma pausa de nossas agendas e ele fez um depoimento de apoio. Fiquei muito feliz. Um vídeo caseiro cheio de simbologia para mim.

image

Mesmo sendo muito pessoal irei compartilhar com os leitores o que quero dizer com amizade sincera. Replicarei aqui as palavras do meu amigo:

10720894_10204878710431975_656256931_n

Aos amigos que ainda não se definiram seu voto quanto ao Senado, indico voto para o 123. E para Distrital para o 31190.

2 Comentários

Arquivado em Política

Vamos fazer um pacto pela corporação

Após três meses, estamos entrando na última semana de campanha. Acredito que durante este período já deu para ver aqueles que realmente tem chances e aqueles que realmente podem fazer a diferença em nossa Corporação. Particularmente não acredito no “discurso raivoso do trio elétrico”, acredito na “habilidade dos bastidores”. Precisamos de inteligência e sabedoria na política, não de brigões emotivos, que não possuem domínio próprio. Foi-se o tempo em que ganhávamos tudo no grito. Foi-se o tempo da emoção, chegou a hora da razão e da estratégia.

funcoes_do_processo_de_gesta_o

Na última semana preciso que cada amigo que acredita no projeto comece a declarar seu voto nas unidades. Preciso muito da ajuda de cada um e cada uma. Minha coligação é uma das melhores. Não tenho dúvidas de que posso ser eleito entre 08 (oito) e 10 (dez) mil votos no PHS. Lá o mais votado na última eleição foi o Lira de São Sebastião, que deve manter a mesma votação. Com a ajuda dos colegas poderemos  evitar que não elejamos nenhum candidato PM, além do Guarda Jânio, o único que acredito já eleito.

Panfleto-projetos

Sobre a Majoritária tenho visto declarações de voto de vários colegas para o candidato Jofran Frejat, todos sabem que sou Rollemberg. Afinal, ajudei no plano de governo dele. Acredito que o Rodrigo Rollemberg chegará ao segundo turno e que o apoio da PM ao Jofran Frejat será fundamental para tirarmos o PT da disputa.

10702041_864087783601233_1337213922702518218_n (1)

Uma estratégia interessante é manter-nos neutros e coesos neste momento. Não acho justo ataques entre os dois. Nosso único adversário é o PT. Por que faríamos ataques mútuos, enfraquecendo um dos dois, sendo que os dois podem ir para o segundo turno eliminando de vez o PT no primeiro turno? Preciso usar nossa inteligência. Neste momento é hora de união entre as forças. Vamos juntos a vitória no primeiro turno! Vamos fazer um pacto pela corporação. Um pacto pela mudança! Um pacto pela vitória!

image

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Ibope: no DF, Rollemberg tem 31% e Frejat, 21%

Nova pesquisa Ibope/TV Globo divulgada nesta quarta-feira, 24, pelo DFTV da Rede Globo mostra o candidato do PSB ao governo local, Rodrigo Rollemberg, como favorito na preferência dos eleitores, com 31% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, divulgada no dia 18 de setembro, Rollemberg tinha 28% da preferência do eleitorado. Em segundo lugar, o candidato do PR, Jofran Frejat (PR), manteve os 21% da pesquisa anterior e, em terceiro lugar, o atual governador e candidato à reeleição pelo PT, Agnelo Queiroz, com 19%. Na pesquisa anterior, Agnelo tinha 21% da preferência do eleitorado. Como a pesquisa tem uma margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, Frejat e Agnelo estão empatados tecnicamente.

O candidato do PSDB, Luiz Pitiman aparece com 3% da preferência; Toninho do PSOL também com 3%; Perci Marrara (PCO) teve 0%. Entre os entrevistados, 9% responderam que pretendem votar em branco ou nulo e 14% não sabem ou não responderam. A pesquisa foi feita entre os dias 21 e 23 de setembro.

O levantamento apurou ainda a preferência do eleitor num eventual segundo turno pelo governo do Distrito Federal. Numa disputa entre Frejat e Agnelo, o candidato do PR venceria a eleição com 43% dos votos ante 27% do petista. Na disputa entre Rollemberg e Frejat, a vitória seria do candidato do PSB, que teria 47% dos votos contra 25% de Frejat. O Ibope simulou ainda uma disputa de segundo turno entre Rollemberg e Agnelo. Também nesse cenário, Rollemberg seria eleito governador, com 52% dos votos e Agnelo teria 20%.

Rejeição

Com relação ao candidato em qual o eleitor não votaria de jeito nenhum, a pesquisa mostrou que o atual governador Agnelo Queiroz é o que tem maior rejeição, 44%. Em seguida, aparece Jofran Frejat, com 16%; Luiz Pitiman, com 10%; Toninho do PSOL, com 9%; Perci Marrara, com 8%; e Rodrigo Rollemberg, com 5%. O levantamento também aponta que 6% dos entrevistados poderiam votar em todos os candidatos e 17% não sabem ou não responderam.

10702041_864087783601233_1337213922702518218_nA pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número DF-00057/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-0767/2014.

Fonte: Estadao Conteudo

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Reestruturação da carreira da PCDF será encaminhada à Casa Civil. E a PMDF?

Hoje  ao abrir o Jornal de Brasília me deparei com a seguinte matéria:

“Polícia Civil com carreira de nível superior:  O governador Agnelo Queiroz assinou, ontem, um ato que será encaminhado à Casa Civil da Presidência da República, sugerindo o reconhecimento da carreira de policial civil como de nível superior. O documento destaca as atribuições dos agentes e acaba por configurar um novo perfil dos profissionais. De acordo com informações da PCDF, todos os funcionários da instituição têm, ao menos, uma formação superior. Desse total, ao menos 60% já concluiu alguma pós-graduação.”

Outro ponto que chama a atenção é:

“20 anos de luta – É uma categoria que está nessa luta há quase 20 anos e certamente conquistará esse objetivo. Não tem como negar que com uma polícia qualificada, bem preparada e equipada, só quem tem a ganhar é a população”, enfatizou o governador.”

O interessante é que a “reestruturação” da carreira dos policiais civis alterou apenas dois artigos de sua lei. Enquanto temos tentando apresentar uma reestruturação com aproximadamente 144 (cento e quarenta e quatro artigos). Acredito que quanto menos artigos tivermos, mais fácil fica chegar ao consenso. A mudança na política é lenta. O foco é que irá definir a vitória. Vejamos em quantos itens não chegamos ao consenso:

A atual reestruturação foi construída com base em três eixos principais. Sendo eles: carreira, competência e organização básica. Conversando com alguns amigos os pontos críticos e que não temos consenso foram:

  • A PM está querendo fazer o serviço de outras instituições: DETRAN (fiscalização de trânsito), o da PCDF (Termo circunstanciado e investigação), de vigilante (segurança patrimonial);
  • Os oficiais QOPM querem ser “autoridades policiais”, mas excluem os QOPMA. Por quê? A carreira do oficial QOPMA no projeto é visto como: “Atividades subsidiárias de apoio e auxilio à gestão da PMDF, sendo integrada por pessoal oriundo da graduação de subtenente, possuidor do curso superior, expedido por instituição de ensino reconhecida pelos sistemas de ensino federal, estadual ou no Distrito Federal, além do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos;”
  • Querem tirar o nome “Militar”, mas mantêm-se de “natureza militar”, seria somente um disfarce?
  • O ponto mais polêmico é a avaliação de desempenho para a promoção, constante na pág. 18, 19, e 20, onde encontramos o termo “moral”, mas de maneira vaga, subjetiva e que pode dar margem para aberrações diversas. A ficha individual de avaliação. No artigo 83 diz que “A ficha individual de avaliação será utilizada para aferir o mérito ético e técnico-profissional de todos os policiais militares”.
  • Uma dúvida é: “a proposta é de quem? Para quem? Por que as vésperas das eleições apresentar uma proposta com tão pouco tempo?”
  • A proposta atende a necessidade das praças? As promoções de 04 em 04 corrigirão distorções? E aquelas que já possuem 20 anos de corporação? Serão promovidos a subtenente?
  • A aposentaria das mulheres aos 25 anos de serviço sem garantia de direitos considerados para aposentaria seria algo bom para as policiais femininas?
  • Até que ponto oficiais fazendo plano de carreira de praças atenderia os nossos anseios? É possível?
  • Se a proposta é da classe, que desespero é esse de lançar o mais rápido possível? (Não seriam apenas propostas eleitoreiras para tenta ajudar o Agnelo?);
  • Até quem ponto o sigilo do projeto é justificativa para algumas atitudes dentro da corporação.
  • Tropa

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Uma campanha silenciosa que está crescendo a cada dia

No último final de semana tivemos o nosso quarto encontro. Nossa campanha tem sido uma campanha de amigos para amigos. Uma campanha silenciosa que está crescendo a cada dia. Começamos a debater com os familiares, amigos e agora iremos partir para os amigos de nossos amigos. Paralelamente temos avançando nos quartéis. Na semana passada reunimos os ex-alunos do Proerd da região da 10ª Zonal. Agora reunimos amigos de diversas cidades do DF.

10380908_860833850616297_3547407077144237708_n

Em cada reunião temos exposto nossas ideias voltadas para a melhoria da segurança pública. Onde necessariamente passa pela valorização do homem que atua na base. Temos sido bem didáticos ao apresentar as propostas. Nela apresentamos alguns eixos que estão contidos no Plano de Governo que ajudamos a elaborar. Tenho frisado que um deputado distrital é muito limitado, “quase um vereador”. E que não podemos cair na “lábia” de alguns que prometem fórmulas “milagrosas” para mudar o mundo.

10406754_860834190616263_1596320301854754662_n

Tenho me impressionado com o poder de mobilização da minha equipe. Nos dias de hoje está muito difícil reunir pessoas para falar de política. Mais difícil ainda fidelizar votos. Minha coligação é uma das melhores, pois é possível eleger com uma votação entre 8 (oito) e 10 (dez) mil votos. O mais votado na última eleição foi o candidato Lira de São Sebastião, que teve sua concorrência aumentada devido a quantidade de candidatos na cidade. O que aumenta a chance de eleição com uma votação de oito mil votos. Não tenho condições de ser eleito sem os votos da PM. Preciso de cada amigo policial para multiplicar os votos para poder assim ser eleito. É possível, ainda mais quando vejo as outras coligações dos adversários. Muitos não atingirão o coeficiente eleitoral e outros mesmo sendo bem votados não terão condição de superior os caciques partidários. Não podemos perder nosso voto, nem nossa força na Câmara Legislativa. Se votarmos errado corremos o risco de não eleger ninguém da Polícia Militar. Não peço que acredite no que estou dizendo, mas que pesquisem e escolham da melhor forma possível. Ajude a divulgar e multiplicar os votos em nosso meio. Cada policial é um líder em potencial, pois tem poder, autoridade e legitimidade. Precisa apenas conquistar a confiança da comunidade. Um policial sozinho pode trazer até 100 (cem) votos.  Estamos crescendo e iremos crescer muito muito mais. Vote 31.190! Venha aderir a nossa campanha! Torne-se um multiplicador!

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 Comentários

Arquivado em Política

Hoje já existe “isonomia” entre policiais civis e federais. Falta a isonomia entre os órgãos de segurança do DF!

Ao longo da semana muito se falou sobre as declarações feitas pelo candidato ao governo Rodrigo Rollemberg na sede da polícia civil. Particularmente, mesmo defendendo a sua candidatura, alguns pontos não possuem defesa. Ele foi infeliz nas declarações, mas não é por isso que vou condená-lo como alguns. Hoje já existe “isonomia” entre policiais civis e federais. Por incrível que pareça, o atual governador Agnelo iniciou,  após nossa pressão durante a operação tartaruga, o processo de “isonomia” entre a Polícia Militar e a Polícia Civil até 2016.

Panfleto-projetos

Confesso que me assustou tal declaração, afinal sou um dos grandes defensores da isonomia salarial entre as forças de segurança no DF e de uma reestruturação que dê fluidez aos nossos quadros. Deixei claro minha indignação com tal afirmação e me silenciei no que se refere a defendê-lo neste período. Até porque concordei com algumas críticas de colegas. Mas os ataques agora tornaram-se covardes por parte de alguns e não posso me calar mais.

10702041_864087783601233_1337213922702518218_n

Tenho visto vários colegas, em sua maioria,  CANDIDATOS, pregando o terror dizendo que quem está por trás do senador Rodrigo Rollemberg é o coronel Ruan. Um absurdo total. Durante um ano e meio ajudando no plano de governo do Rollemberg NUNCA VI, um dia sequer o tal coronel. As pessoas que estão próximas a ele são pessoas extremamente profissionais. Não poderia deixar de postar o vídeo onde ele deixa claro os pontos que irá trabalhar dentro da instituição. Assista e ajude a divulgar!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Política