Ser soldado é amar a farda acima de tudo, podendo dar a própria vida como prova de amor a sociedade!

Dia 25 de agosto comemora-se o dia do soldado, aniversário de Luiz Alves de Lima e Silva. No meu caso, há doze anos todos os dias são do soldado, para outros esse dia durou quase vinte anos. Ser soldado vai além do seu significado.

“O termo “soldado” deriva do italiano: “soldato” (participio do verbo soldare) – alguém a quem se pagou o “soldo” para servir. “Soldo” deriva do latim “solidum nummum” e designava uma moeda de ouro da Roma imperial.”

É possível que eu não tenha a capacidade de definir um soldado, mesmo sendo um há tanto tempo. Creio que eu possa tentar definir o que um soldado sente.

Um soldado deve ter a capacidade de resistir aos baques da vida, deve aprender cedo que na vida nem sempre quem inicia a caminhada contigo chegará ao fim da jornada. Nesse período ví companheiros partirem. Muitos foram servir do outro lado da vida.

Um soldado deve ter a consciência de que nem sempre fará o que quer fazer, mas sim o que deve ser feito. Não é fácil atirar em alguém, não é fácil ter que utilizar da força para dominar alguém, não é fácil ver as mazelas de nossa sociedade sem sentir a dor que os seres humanos sentem, sem derramar as lágrimas da solidariedade!

Ser soldado é ter a certeza de que precisamos mudar. É compreender que as instituições são feitas por homens, e que homens podem mudar. Precisamos valorizar o ser humano e não o que ele tem.

Ser soldado é ter a capacidade de compreender que não basta preservar a vida ou proteger o patrimônio se não respeitarmos as garantias individuais do cidadão. Ser soldado é querer ter cidadania plena para ter o gosto de se sentir cidadão.

Ser soldado de polícia é não saber se é policial ou militar, é viver um conflito diário entre o certo e o errado. Ser soldado é errar querendo acertar, muitas vezes, tornar-se bandido no afã de ser herói. É querer salvar o mundo, sendo que não consegue nem mesmo salvar-se.

Ser soldado é querer ser respeitado, não temido. É querer ser valorizado enquanto profissional. Ser soldado é chorar ao ver um irmão de farda morto com um tiro na cabeça, dado por um vagabundo, que tem que ser respeitado por imposição legal.

Ser soldado é não poder falar o que pensa, pois isso pode gerar problemas, por isso é punido constantemente para ser um exemplo para os pares.

Ser soldado é ser elemento de execução, ou seja, aquele que mata, aquele que executa. Ser soldado é não ter visão periférica, pois está na tropa. Só podendo olhar em uma única direção. Ser soldado é ser obediente. É está sempre pronto para servir.

Ser soldado é ter fé ao ir para uma ocorrência, onde podemos perder a vida. Enquanto todos correm dos tiros nós corremos em sua direção.  Sem pensar em nossa família, nossos amigos, nossos amores!

Ser soldado é amar a farda acima de tudo, podendo dar a própria vida como prova de amor a sociedade! Ser soldado é padecer no paraíso!

Parabéns a todos os irmãos de farda! Grandes soldados dessa nação!

“…É graças aos soldados, e não aos sacerdotes, que podemos ter a religião que desejamos. É graças aos soldados, e não aos jornalistas, que temos liberdade de imprensa. É graças aos soldados, e não aos poetas, que podemos falar em público. É graças aos soldados, e não aos professores, que existe liberdade de ensino. É graças aos soldados, e não aos advogados, que existe o direito a um julgamento justo. É graças aos soldados, e não aos políticos, que podemos votar…”

BARACK OBAMA

About these ads

3 Comentários

Arquivado em Reflexão

3 Respostas para “Ser soldado é amar a farda acima de tudo, podendo dar a própria vida como prova de amor a sociedade!

  1. CB QPPMC Marcos Alves

    Parabéns a você ADERIVALDO, por ser mais um a fazer a diferença em nossa história. – Na oportunidade, minha declaração aos bons combatentes:

    MENSAGEM AOS VITORIOSOS

    Quem deve ser levado em conta não é aquele que censura, não é aquele que denuncia os tropeços dos fortes ou as limitações dos beneméritos.
    O valor pertence ao homem que está de fato na arena, cujo rosto está desfigurado pela poeira, pelo suor e pelo sangue; Que luta valentemente, que erra, falha e torna a falhar; que conhece os grandes entusiasmos, as grandes dedicações, que se empenha numa causa justa; e quando vence, conhece finalmente a VITÓRIA das grandes realizações, e na pior das hipóteses, se fracassa, será enquanto se aventura magnificamente, de modo que seu lugar nunca será junto aquelas almas timoratas que não conhecem a vitória nem a derrota.
    (Theodoro Rosevelt)
    E você policial militar, acreditando que pode, poderemos porque juntos somos infinitamente muito mais.

    Cabo Marcos Alves ( 0015735)

  2. Falar assim, desta forma tão singela de verdadeiros guerreiros seria fácil se não fosse a complexidade que os envolve, se não fosse a variedade de sentimentos e a diversidades de pessoas que representam. Mas se olhar no espelho e se ver pessoa e policial traz uma responsabilidade crucial nos seus atos e forma de viver. Onde uma vida dupla parece ser difícil de ser vivida, onde o seu próprio eu, ti cobra e limita. Na busca incensante de ser humano de se encontrar e na certeza de saber resolver conflitos externos, esquecendo os internos. Não sabendo como pessoa quem é, nem sua missão, mas quando fardado ser policial e cumprir sua missão.

    Paula Lima

  3. valsimar

    sem vocês a nossa sociedade vai para muito obrigado e pelo serviço de você

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s